20:37 16 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    Presidente eleito Donald Trump falando com representantes da mídia após reunião com oficiais do Pentágono, 21 de dezembro de 2016

    Senador russo: afirmações de Trump sobre corrida armamentista são somente palavras

    © REUTERS/ Carlos Barria
    Américas
    URL curta
    121

    Não se pode avaliar a linha real do presidente eleito dos EUA Donald Trump através das suas declarações sobre a prontidão para a corrida armamentista, opina o senador russo Aleksei Pushkov.

    Anteriormente, Trump reforçou a necessidade de ampliação das capacidades dos EUA na área de armamentos nucleares.

    "As afirmações de Trump sobre prontidão para corrida armamentista parecem uma retórica: tipo, nós somos melhores do que todos. Elas [afirmações] não podem ser usadas para julgar o curso de Trump. Ainda é cedo", publicou Pushkov no Twitter na segunda-feira (26).

    Barack Obama e Donald Trump conversam com a imprensa durante reunião na Casa Branca, em Washington, 10 de novembro de 2016
    © AP Photo/ Pablo Martinez Monsivais
    O chefe do Comitê de Assuntos Internacionais do Conselho da Federação (câmara alta do parlamento russo), Konstantin Kosachev, havia anunciado à agência RIA Novosti que o reforço unilateral das armas nucleares causará rompimento do sistema existente de acordos entre a Rússia e os EUA na área.

    Em 22 de dezembro, Trump causou polêmica ao defender o aumento das capacidades nucleares do seu país, em meio a discursos de desnuclearização em todo o mundo e meses após a histórica visita de Barack Obama à cidade de Hiroshima, destruída por uma bomba atômica norte-americana há 70 anos.

    Mais:

    Trump quer mudar posição dos EUA após resolução sobre Palestina e Israel
    Trump concordou com Putin: democratas estão buscando um culpado pelos próprios problemas
    Tags:
    retórica, desnuclearização, armas nucleares, corrida armamentista, RIA Novosti, Conselho da Federação, Barack Obama, Konstantin Kosachev, Aleksei Pushkov, Donald Trump, Hiroshima, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik