23:26 17 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    Chefe da empresa ExxonMobil, Rex Tillerson, durante o encontro com o então primeiro-ministro (agora presidente) da Rússia, Vladimir Putin, na residëncia em Novo-Ogarevo, abril de 2012

    Quatro aspectos da atitude do novo secretário de Estado dos EUA perante a Rússia

    © Sputnik/ Aleksei Nikolsky
    Américas
    URL curta
    2101

    O presidente eleito dos EUA, Donald Trump, nomeou na terça-feira (13) o chefe da maior petrolífera norte-americana ExxonMobil, Rex Tillerson, como novo secretário de Estado dos EUA.

    Vamos considerar quatro fatos sobre Tillerson, relacionados com sua atitude perante a Rússia.

    ExxonMobil na Rússia 

    A empresa de Tillerson, ExxonMobil, é uma das maiores petrolíferas do mundo em termos de capitalização, participa de um projeto na Rússia chamado Sakhalin-1 (a petrolífera norte-americana tem uma cota de 30%) e está explorando três campos na plataforma continental da Sacalina.

    Por muito tempo, Tillerson foi responsável pelos projetos da empresa na Rússia e na região do mar Cáspio. Ele visitou a Rússia repetidamente.

    Ele conhece Putin pessoalmente

    Tillerson se encontrou repetidamente com o presidente russo Vladimir Putin. Em particular, em 2003 ele participou do encontro do líder russo com chefes de empresas estrangeiras em São Petersburgo.

    Em setembro de 2005, se reuniu com Putin em Washington, onde o presidente russo se encontrava com uma visita. Em junho de 2012, Putin esteve presente na abertura de um novo terminal petrolífero na cidade russa de Tuapse (perto de Sochi), onde Tillerson e o presidente da petrolífera russa Rosneft, Igor Sechin, assinaram um acordo de extração conjunta de recursos pouco acessíveis na Sibéria Ocidental. O presidente da ExxonMobil participou repetidamente do Fórum Econômico Internacional de São Petersburgo, inclusive o do ano em curso.

    Condecoração russa

    Tillerson foi condecorado com a ordem russa da Amizade. Putin entregou-a de forma pessoal no encontro com chefes de petrolíferas no âmbito do Fórum Econômico de São Petersburgo de 2013.

    Tillerson foi condecorado por “contribuição significativa para cooperação na área energética”.

    Tillerson e as sanções antirrussas

    A presença do chefe da ExxonMobil no Fórum Econômico Internacional de São Petersburgo foi considerada como um dos eventos mais marcantes num ambiente geral de sanções antirrussas.

    Segundo avaliações dos especialistas norte-americanos, a ExxonMobil é uma das empresas que foram mais prejudicadas pelas sanções contra a Rússia. A petrolífera teve de suspender nove projetos no âmbito do acordo com a Rosneft. Em entrevista à Bloomberg, o mesmo disse que a empresa está esperando voltar ao trabalho na Rússia.

    Mais:

    Trump anunciará secretário de Estado na terça-feira
    Trump nomeia oficialmente general 'cão furioso' para cargo de Secretário da Defesa
    Tags:
    Rex Tillerson, cooperação, empresa, secretário de Estado, ExxonMobil, Rússia, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik