04:36 27 Maio 2020
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    12162
    Nos siga no

    Os EUA devem desenvolver as relações com a Rússia restaurando os acordos precedentes e dissolver a OTAN como vestígio da Guerra Fria, disse o ex-congressista, ex-candidato à presidência norte-americana Dennis Kucinich.

    "Devemos melhorar as relações com a Rússia. Devemos dissolver a OTAN, que se tornou uma ameaça. Não há quaisquer razões legais para a sua existência no futuro. É um vestígio do passado, uma relíquia da última guerra, da Guerra Fria", disse Kucinich em entrevista à Sputnik Internacional.

    É possível suavizar as atuais tensões nas relações entre a Rússia e os EUA através do reatamento dos acordos como um dos métodos que permitirão a Moscou e Washington de "libertar o mundo das armas nucleares", destacou Kucinich.

    "A tentativa de deteriorar as relações entre a Rússia e os EUA, feita durante estes dois anos, merece condenação. Esta tentativa pertence aos neoconservadores, que querem expandir o poder norte-americano a todo o preço, mesmo que isso possa provocar um conflito, e usam a Síria como uma plataforma de testes para a sua estratégia perigosa, que não é aceitável para o país que se chama uma democracia", disse.

    As relações entre a Rússia e o Ocidente se deterioraram por causa da situação na Ucrânia. No fim de julho de 2014 a União Europeia e os EUA introduziram sanções contra setores da economia russa. Em resposta a Rússia limitou as importações dos produtos alimentícios dos países que introduziram as sanções.

    Mais:

    Piloto da OTAN fala sobre conduta dos colegas russos no ar
    OTAN pretende aumentar prontidão dos milhares de militares devido à 'agressão' russa
    OTAN confessa: Rússia não é uma ameaça
    Ex-secretário-geral da OTAN: EUA devem virar novo 'gendarme mundial'
    Tags:
    acordos, relações, agressão, OTAN, União Europeia, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar