13:46 22 Agosto 2017
Ouvir Rádio
    Soldado grego perto do avião da OTAN, foto de arquivo

    Analista: está na hora de os EUA saírem da OTAN

    © AP Photo/ THANASSIS STAVRAKIS
    Américas
    URL curta
    12490251

    Os Estados Unidos devem tratar da sua própria defesa e da segurança dos seus cidadãos e não ocupar-se da proteção de países que não estão incluídos na área dos interesses americanos, escreve o colunista do Huffington Post Bruce Fein.

    Não está claro por que razão os EUA se comprometeram, na época, a enviar os seus soldados para proteger a Estônia, a Letônia e a Lituânia, quando o verdadeiro dever dos militares é defender os americanos que pagam impostos, ao contrário dos estonianos, letões e lituanos, afirma Bruce Fein.

    Segundo ele, saindo da OTAN, os EUA reduzirão significativamente as tensões com a Rússia. "Depois disso, a Rússia provavelmente, exigirá a recuperação da influência sobre os seus vizinhos, mas isso não deve importar os EUA. Os Estados Unidos agiram da mesma forma mais de dois séculos atrás", escreve o analista.

    Ele destaca que a Doutrina Monroe proclama todo o continente americano zona fechada para a intervenção das potências europeias.

    "Afirmar que todos os países são iguais, mas que os Estados Unidos são mais iguais significa incentivar a guerra", considera Fein.

    O analista observa também que a saída dos EUA da OTAN criará a base para o tratado de redução de arsenais nucleares dos EUA e Rússia. Além disso, este passo permitirá a Washington se proteger de uma agressão externa.

    "É hora de os EUA entregarem a OTAN ao museu como amostra de exposição, juntamente com outros artefatos do império americano", conclui o autor do artigo.

    Mais:

    EUA: ‘janela de possibilidades’ para o cessar-fogo na Síria está se fechando
    EUA e Índia assinam acordo de cooperação logística militar para fazer frente à China
    'Obama procura a instabilidade da Venezuela'
    Tour de Obama na Ásia terá reunião com Erdogan e conversas sobre Mar do Sul da China e TPP
    Tags:
    analista, tensão militar, opinião, OTAN, Leste Europeu, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik