08:17 05 Abril 2020
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    428
    Nos siga no

    O grupo de trabalho especial da Câmara dos Representantes do Congresso dos EUA declarou oficialmente nesta quinta-feira (11) que o Comando Central das Forças Armadas dos EUA (CENTCOM) exagerava sistematicamente a seu favor as informações sobre a luta contra o grupo terrorista Daesh (Estado Islâmico) no Oriente Médio.

    "O grupo de trabalho conjunto chegou à conclusão de que os dados da inteligência, aprovados pelos altos dirigente da CENTECOM, apresentavam constantemente relatos mais positivos sobre as medidas antiterroristas dos EUA do que permitiam os fatos, sendo sempre mais otimistas do que analistas de outras agências da comunidade de inteligência" – diz o comunicado oficial emitido hoje.

    "O [grupo] também determinou que as muitas alterações nos processos de trabalho, aprovadas pela CENTECOM, bem como deficiências em sua liderança provocaram o descontentamento generalizado dos analistas da CENTECOM, que acreditavam que seus superiores distorciam os resultados de seu trabalho" – destaca a nota.

    A investigação em torno do trabalho da CENTECOM foi iniciada após uma série de denúncias de seus analistas.

    Na quarta-feira (10), o comandante americano Sean McFarland declarou no Pentágono que no decorrer dos últimos dois anos os EUA e seus aliados eliminaram na Síria e no Iraque cerca de 45 mil combatentes do grupo extremista Daesh (Estado Islâmico).

    Tags:
    exagero, Congresso, Daesh, Câmara dos Representantes, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar