07:00 26 Setembro 2020
Ouvir Rádio
    75º aniversário da vitória sobre nazismo
    URL curta
    0 82
    Nos siga no

    Além da mundialmente conhecida Parada da Vitória em Moscou, diversas cidades por toda a Rússia também comemoraram o grande triunfo soviético sobre a Alemanha nazista.

    Ontem, tanto Moscou quanto o resto da Rússia comemoraram os 75 anos da Vitória sobre a Alemanha de Hitler. A parada, tradicionalmente realizada todos os dias 9 de maio, foi adiada para 24 de junho neste ano como homenagem à Parada dos Vitoriosos de 24 de junho de 1945.

    Além disso, a pandemia do coronavírus influenciou na decisão de mudar a data.

    Vladivostok

    Na importante cidade portuária do Extremo Oriente russo de Vladivostok, militares da Marinha russa carregaram a bandeira de seu país durante o desfile que contou com 1,5 mil militares, 54 veículos de combate e 21 aviões e helicópteros.

    Kaliningrado

    Já em Kaliningrado, a cidade mais a oeste da Rússia, militares da Frota do Báltico marcharam pelas ruas, dando logo em seguida espaço para os sistemas de defesa antiaérea S-400, Pantsir-S1 e sistemas de mísseis Iskander.

    O desfile foi realizado com o menor número possível de visitantes e não contou com a presença dos veteranos devido à pandemia do coronavírus.

    Ekaterinburgo

    Já na cidade de Ekaterinburgo, foi a vez de 141 veículos militares históricos e modernos, enquanto 23 aviões e helicópteros sobrevoaram o evento.

    • Veículo blindado para lançadores de granada BMO-T durante a parada dos 75 anos da Vitória em Ekaterinburgo
      Veículo blindado para lançadores de granada BMO-T durante a parada dos 75 anos da Vitória em Ekaterinburgo
      © Sputnik / HOST PHOTO AGENCY
    • Sistemas de defesa antiaérea Pantsir-S1 na Parada dos 75 anos da Vitória em Vladivostok, Rússia
      Sistemas de defesa antiaérea Pantsir-S1 na Parada dos 75 anos da Vitória em Vladivostok, Rússia
      © Sputnik /
    • Pelotão feminino marchando na Parada dos 75 anos da Vitória em Kaliningrado, Rússia
      Pelotão feminino marchando na Parada dos 75 anos da Vitória em Kaliningrado, Rússia
      © Sputnik / HOST PHOTO AGENCY
    • Artilharia autopropulsada Koalitsiya-SV durante a Parada da Vitória em Kaliningrado
      Artilharia autopropulsada Koalitsiya-SV durante a Parada da Vitória em Kaliningrado
      © Sputnik / Eduard Molchanov
    1 / 4
    © Sputnik / HOST PHOTO AGENCY
    Veículo blindado para lançadores de granada BMO-T durante a parada dos 75 anos da Vitória em Ekaterinburgo

    A parada contou pela primeira vez com o pelotão feminino de guarda de honra, além de apresentação da orquestra da Guarnição de Ekaterinburgo.

    São Petersburgo

    Na antiga capital russa de São Petersburgo, a praça Dvortsovaya teve sua beleza aprimorada com a marcha de 4.556 militares e a presença de 109 veículos do Distrito Militar Ocidental da Rússia.

    Entre os equipamentos militares se destacaram os tanques T-72B3 e as peças de artilharia autopropulsada Msta-S.

    Sevastopol

    Já na estratégica cidade de Sevastopol, na Crimeia, a Parada dos 75 anos da Vitória contou com grande acervo de lançadores múltiplos de foguetes Katyusha, amplamente utilizados contra o Exército alemão na Grande Guerra pela Pátria (período da Segunda Guerra Mundial compreendido entre 22 de junho de 1941 e 9 de maio de 1945 abrangendo as hostilidades entre a Alemanha nazista e a União Soviética).

    A cidade, que também protagonizou uma dura batalha entre o Exército Vermelho e os invasores alemães, teve seu céu preenchido por caças Su-30SM e Su-27P, além de aeronaves Su-25SM, Su-24M, Tu-134, An-26, Be-12 e helicópteros Ka-52 e Mi-8.

    Mais:

    Especialista: Parada da Vitória 'majestosa e poderosa' mostrou força das novas armas russas (FOTOS)
    Navio russo deixa marca na história da navegação mundial
    França lança míssil M51 para reafirmar sua capacidade de dissuasão nuclear
    Tags:
    Segunda Guerra Mundial, desfile militar, aeronaves, caças russos, Exército da Rússia, Parada da Vitória, armas russas
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar