Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Citando a Rússia, chefe do governo na França defende nacionalização do setor de energia

© AP Photo / Francois MoriUsina nuclear de Belleville-sur-Loire, na França
Usina nuclear de Belleville-sur-Loire, na França - Sputnik Brasil, 1920, 06.07.2022
Nos siga noTelegram
Em discurso na Assembleia Nacional, a primeira-ministra da França, Élisabeth Borne, convocou os deputados a "construírem juntos" as soluções necessárias para responder aos desafios econômicos e climáticos do que chamou de "era do desperdiço".
Em um pronunciamento voltado para o contexto das sanções contra a Rússia, Élisabeth Borne defendeu a nacionalização do setor de energia e disse que o país "não pode depender do gás e do petróleo russos".
De acordo com a Rádio França Internacional, ela reforçou que a "desordem e a instabilidade não são uma opção" para Paris.
Citando o conflito na Ucrânia, Élisabeth Borne destacou a "urgência e a necessidade de ações", principalmente em um momento em que "a situação econômica se degrada, com taxas de juros aumentando".
Ao longo de seu discurso de mais de uma hora, ela também defendeu uma França unida politicamente para enfrentar os problemas do país.
Élisabeth Borne se mostrou aberta à oposição para desenvolverem juntos as soluções para os desafios futuros, mostrando disposição a "escutar as preocupações dos diferentes grupos" e mesmo a "aceitar mudanças nos seus projetos", conforme o andamento dos debates.
Válvulas de tubulação do gasoduto Gazela entre a República Tcheca e a Alemanha, utilizado para o transporte de gás russo à União Europeia (UE), 23 de novembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 03.07.2022
Panorama internacional
França se torna maior compradora de gás natural da Rússia, aponta relatório
Destacando o controle federal dos preços do gás, medida que ela disse que pretende estender, Borne enfatizou que "graças a isso a inflação na França é a mais baixa da zona euro".
Ela também prometeu "um teto para o aumento dos preços dos aluguéis" e "ajudar os franceses que dependem do carro para viver".
A representante do governo francês na Assembleia Nacional ainda divulgou a intenção do Estado em deter "100% do capital da EDF [Électricité de France]", a maior empresa produtora e distribuidora de energia da França.
A primeira-ministra ainda prometeu trabalhar para a popularização dos carros elétricos, descarbonizar a indústria e a agricultura e promover mudanças no padrão de consumo dos franceses para "acabar com a era do desperdício".
O ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, participa de reunião com seu equivalente armênio, o chanceler Ararat Mirzoyan, em Moscou, 8 de abril de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 06.07.2022
Panorama internacional
Lavrov comenta divulgação de conversa entre Putin e Macron: ética não permite vazamento de conversas
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала