Pessoas usando máscaras de proteção caminham por rua em Paris, França, 27 de maio de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Sociedade e cotidiano
As principais notícias, reportagens e artigos sobre sociedade e a rotina cotidiana.

Perseverance da NASA viaja com 'passageiro clandestino' por mais de 120 dias (FOTOS)

© Foto / NASA/JPL-CaltechOutra imagem da rocha que viaja na roda do Perseverance
Outra imagem da rocha que viaja na roda do Perseverance - Sputnik Brasil, 1920, 12.06.2022
Nos siga noTelegram
A NASA divulgou que uma pequena pedra foi descoberta viajando no rover há mais de 120 dias. O pequeno inconveniente, felizmente, não vai prejudicar a missão.
De acordo com a Science Alert, a pedra pegou carona na roda dianteira esquerda do Perseverance em 4 de fevereiro, ou Sol 341 – o 341º dia marciano do ano marciano, segundo comunicado da NASA.
Desde então, a rocha tem aparecido periodicamente nas imagens tiradas pela Hazard Avoidance Camera (Hazcam), uma câmera de prevenção de danos instalada na parte frontal esquerda do rover.
Imagens recentes mostram que a rocha continua percorrendo seu caminho junto da Perseverance, por 126 dias ou 123 sóis marcianos, uma vez que um dia de Marte tem 37 minutos a mais que os dias da Terra.
A rocha está viajando com o rover por um pouco mais de um quarto da missão no Planeta Vermelho. Quando a rocha se alojou pela primeira vez na roda do Perseverance, o rover estava explorando a formação Máaz, uma seção da cratera Jezero que os pesquisadores suspeitam ter sido produzida a partir de antigos fluxos de lava.
© Foto / NASA/JPL-CaltechA rocha de Perseverance em Kodiak
A rocha de Perseverance em Kodiak - Sputnik Brasil, 1920, 12.06.2022
A rocha de Perseverance em Kodiak
O rover já viajou 8,5 quilômetros pelo local de pouso de Octavia E. Butler, onde o Perseverance pousou pela primeira vez em Marte, em fevereiro de 2021. Para além disso, o rover passou pelos restos do delta de Kodiak.
Atualmente o rover se prepara para uma subida nas encostas íngremes da cratera Jezero, o que, de acordo com os engenheiros, pode fazer com que a pedra finalmente saia da roda de Perseverance.
Ainda segundo os cientistas, é provável que ao cair a pedra fique entre rochas diferentes dela, que é de origem vulcânica.
"Podemos confundir um futuro geólogo de Marte que a encontrar fora do lugar", brincou um cientista da missão em uma reunião recente, de acordo com o comunicado.
© Foto / NASA/JPL-CaltechImagem da rocha que viaja na roda do Perseverance com ângulo aberto feita pela câmera de prevenção de danos do rover, passando pelos restos do delta de Kodiak
Imagem da rocha que viaja na roda do Perseverance com ângulo aberto feita pela câmera de prevenção de danos do rover, passando pelos restos do delta de Kodiak - Sputnik Brasil, 1920, 12.06.2022
Imagem da rocha que viaja na roda do Perseverance com ângulo aberto feita pela câmera de prevenção de danos do rover, passando pelos restos do delta de Kodiak
Durante toda sua missão, Perseverance pegou várias outras pequenas pedras em sua roda dianteira direita, mas todas caíram em poucos dias ou semanas.
Em dezembro de 2004, os operadores do rover Spirit da NASA – que percorreu Marte entre janeiro de 2004 e março de 2010 – tiveram de realizar uma manobra de curva acentuada para sacudir uma rocha do tamanho de uma batata de sua roda traseira direita porque, de acordo com os cientistas da NASA, ela poderia causar danos significativos à missão.
Em 29 de dezembro do ano passado, um monte de pedrinhas caiu em parte do maquinário do rover, fazendo com que Perseverance ficasse desligado por quase uma semana. Mas os cientistas conseguiram fotografar o ponto e resolver a questão sem maiores problemas.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала