Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Cuba e Venezuela criticam 'império em declínio' dos EUA em Cúpula dos Povos pela Democracia

© AFP 2022 / FEDERICO PARRAPresidente da Venezuela, Nicolás Maduro (foto de arquivo)
Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro (foto de arquivo) - Sputnik Brasil, 1920, 11.06.2022
Nos siga noTelegram
Em evento nomeado de Cúpula dos Povos pela Democracia, em oposição à Cúpula das Américas, o presidente cubano, Miguel Díaz-Canel, criticou a decisão de Washington de excluir países como Cuba, Venezuela e Nicarágua do encontro promovido pelo presidente americano Joe Biden, nesta semana.

"Onde os governos nos privam de nossa voz, os povos estarão lá para nos representar, para falar em nosso nome", afirmou Diaz-Canel por videoconferência transmitida a manifestantes em Los Angeles, nos EUA, mesmo local da Cúpula das Américas.

Segundo ele, Cuba foi a primeira nação latino-americana excluída das alianças hemisféricas "por ter se rebelado contra o império".
© AP Photo / Ariel Ley RoyeroPresidente de Cuba, Miguel Díaz-Canel
Presidente de Cuba, Miguel Díaz-Canel - Sputnik Brasil, 1920, 11.06.2022
Presidente de Cuba, Miguel Díaz-Canel. Foto de arquivo
Já o presidente venezuelano, Nicolás Maduro, ressaltou que "o mundo é muito maior do que a arrogância e o domínio do império em declínio de Washington".

De acordo com Maduro, os Estados Unidos "se comportam como se ainda fossem o império hegemônico e dominante mundial e de nossas Américas". E acrescentou: "Esse tempo passou".

Segundo ele, a Venezuela está avançando e se recuperando de "ameaças, ataques, arrogância de sanções unilaterais, medidas coercitivas, perseguição monetária, financeira, econômica, comercial e política".

"Aqui estamos de pé, prontos para continuar construindo a luta, juntando nossos esforços, avançando. Avançando em direção a uma nova América, nossa América, uma América popular, socialista, revolucionária. A América do século 21", afirmou Maduro.

A partir da esquerda: o presidente argentino, Alberto Fernández; o presidente brasileiro, Jair Bolsonaro (no centro, à frente); e o presidente colombiano, Iván Duque. Eles conversam com o presidente americano, Joe Biden, após uma foto entre chefes de delegações, na Cúpula das Américas, em Los Angeles, EUA, em 10 de junho de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 11.06.2022
Panorama internacional
'Casamento de conveniências'? Entenda 'cúpula' de Biden e Bolsonaro e futuro dos EUA nas Américas
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала