Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Biden não apoia proibição de todas as armas de fogo, diz Casa Branca

© AP Photo / Gemunu AmarasingheO presidente dos EUA, Joe Biden, em 19 de maio de 2022
O presidente dos EUA, Joe Biden, em 19 de maio de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 31.05.2022
Nos siga noTelegram
O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, não apoia a proibição total da venda de armas de fogo, apesar dos últimos ataques a tiros em massa no país, declarou a porta-voz da Casa Branca, Karine Jean-Pierre.

"Ele apoia a proibição da venda de armas de assalto e carregadores de alta capacidade, bem como uma verificação de antecedentes mais exaustiva [dos compradores] para manter as armas fora de mãos perigosas", disse Jean-Pierre em entrevista coletiva nesta terça-feira (31), ressaltando que o presidente norte-americano "não é a favor da proibição da venda de todas as armas de fogo".

Na última terça-feira (24), o colégio Robb Elementary, em Uvalde, no Texas, sofreu o maior ataque a tiros em uma escola primária em quase uma década. O atentado vitimou 21 pessoas, entre elas 19 crianças. O atirador acabou sendo morto a tiros pela polícia.
No dia, Biden declarou que os legisladores do país precisam aprovar medidas de controle de armas.

"Como nação, temos que perguntar quando, em nome de Deus, vamos enfrentar o lobby das armas", afirmou o presidente.

© AP Photo / Susan WalshBandeira dos Estados Unidos sobre a Casa Branca a meio mastro em referência à marca de um milhão de mortes por COVID-19 no país, em Washington, 12 de maio de 2022
A bandeira dos Estados Unidos sobre a Casa Branca aparece a meio mastro em referência à marca de um milhão de mortes por COVID-19 no país, Washington, 12 de maio de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 31.05.2022
Bandeira dos Estados Unidos sobre a Casa Branca a meio mastro em referência à marca de um milhão de mortes por COVID-19 no país, em Washington, 12 de maio de 2022
Biden disse ainda que, quando assumiu o cargo, não esperava ter que reviver a experiência do tiroteio de Sandy Hook, ocorrido há dez anos, quando ele era vice-presidente no governo de Barack Obama. O presidente ressaltou que está "cansado" de ataques a tiros em massa e que os Estados Unidos deveriam agir agora.
Nesta terça-feira (31), outro ataque a tiros em uma escola vitimou uma senhora e deixou dois homens feridos, segundo a emissora norte-americana Fox 8 News. O ataque ocorreu durante uma cerimônia de formatura na escola de ensino médio Morris Jeff, em Nova Orleans, na Louisiana, nos Estados Unidos.
A polícia local informou que o suspeito foi preso e que está investigando o caso.
Loja de venda de armas no Colorado, nos Estados Unidos (foto de arquivo) - Sputnik Brasil, 1920, 31.05.2022
Notícias do Brasil
'Povo armado jamais será escravizado'? 7 em cada 10 brasileiros rejeitam frase, diz Datafolha
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала