Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

'Ataque terrorista': membro do IRGC é assassinado em Teerã

© AFP 2022Teerã, Irã, durante tempestade de areia em 17 de maio de 2022
Teerã, Irã, durante tempestade de areia em 17 de maio de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 22.05.2022
Nos siga noTelegram
O Corpo de Guardiões da Revolução Islâmica declarou de ataque terrorista o assassinato de Hassan Sayyad Khodaei, membro da organização, morto por dois motociclistas.
Hassan Sayyad Khodaei, membro do Corpo de Guardiões da Revolução Islâmica (IRGC, na sigla em inglês), foi assassinado em Teerã às 16h00, horário local (08h00, horário de Brasília) de hoje (22), informou a agência iraniana Press TV.
Ele foi baleado por dois motociclistas cinco vezes, das quais três na cabeça, quando estava prestes a deixar seu carro perto da Rua Mojahedin-e-Islam.
A agência iraniana IRNA descreveu Khodai como um "defensor do santuário", um termo reservado aos membros do IRGC que operam na Síria e no Iraque, ou seja, aqueles que lutaram contra Daesh (organização terrorista proibida na Rússia e vários outros países). Segundo a IRNA, os atacantes fugiram do local e foram perseguidos pelas "forças de inteligência e segurança". Não houve relatos de sua prisão ou neutralização, mas a agência disse que foi aberta uma investigação sobre o incidente.
Presidente iraniano Ebrahim Raisi participando de um comício que marca o dia de al-Quds (Jerusalém) em Teerã em 29 de abril de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 29.04.2022
Panorama internacional
No Dia do Quds, general iraniano promete apoio a qualquer um 'pronto para lutar' contra Israel
O IRGC qualificou o assassinato de um ataque terrorista cometido por "elementos contrarrevolucionários".
A organização é um ramo independente das Forças Armadas do Irã, que tem suas próprias unidades e inteligência operando tanto no país como no exterior, e até seus próprios projetos militares de pesquisa e desenvolvimento.
Em novembro de 2020, um dos principais cientistas do Irã, Mohsen Fakhrizadeh-Mahabadi, também foi assassinado em plena luz do dia em Absard, uma cidade perto de Teerã. Israel declarou que o cientista estava por trás do programa nuclear iraniano, e várias autoridades israelenses fizeram insinuações de que Tel Aviv estava por trás do assassinato.
Antes disso, em, janeiro de 2020, Qasem Soleimani, comandante da Força Quds do Corpo de Guardiões da Revolução Islâmica (IRGC, na sigla em inglês), foi morto em um ataque de drone dos EUA em seu carro no Aeroporto Internacional de Bagdá, um ataque que foi autorizado por Donald Trump, então presidente dos EUA (2017-2021), e que também teria tido envolvimento de Israel.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала