Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Ex-embaixador dos EUA na Rússia diz que Washington mentiu à Ucrânia sobre sua adesão à OTAN

© Sputnik / Alexei Filippov / Abrir o banco de imagensEx-embaixador da Rússia nos EUA, Michael McFaul
Ex-embaixador da Rússia nos EUA, Michael McFaul - Sputnik Brasil, 1920, 21.05.2022
Nos siga noTelegram
Durante a mais recente edição da série semianual de debates realizados no Canadá, os Debates Munk, o professor de assuntos internacionais da Universidade de Harvard Stephen Walt destacou que, ao longo de 2021, os EUA torciam para que a Ucrânia se juntasse à OTAN, apesar da oposição da Rússia à expansão da aliança.
"Em 2021 continuámos a reiterar que a Ucrânia ia aderir [à OTAN]. Repetimos isso vezes sem conta", salientou Walt.
"Você acreditou nisso?", perguntou Michael Anthony McFaul, que serviu como embaixador dos EUA na Rússia de 2012 a 2014.
Assim que a multidão começou a rir, Walt avançou perguntando se essa era uma prática comum para os diplomatas. "Então nossos diplomatas estão mentindo?", questionou Walt.
"Sim, sim! Esse é o mundo real, pessoal! Vá lá", disse Mcfaul fazendo gestos com as mãos. "Esse é o mundo real".
"Os nossos diplomatas mentem todo o tempo, mas os russos devem confiar neles quando lhes são oferecidas garantias", notou Walt, provocando aplausos da audiência.
 O secretário-geral da Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN), Jens Stoltenberg, durante conferência de imprensa após reunião do Conselho Rússia-OTAN, em Bruxelas, 12 de janeiro de 2022  - Sputnik Brasil, 1920, 21.05.2022
Panorama internacional
'É hora de expulsar a Turquia da OTAN', diz think tank norte-americano
Por sua vez, apesar do barulho em torno do apoio do presidente dos EUA, Joe Biden, à adesão da Finlândia e da Suécia à OTAN, o futuro das candidaturas dos dois países nórdicos ainda não está decidido, visto que o presidente turco Recep Tayyip Erdogan prometeu vetar as propostas dos países candidatos rotulando-os de "centros de terroristas".
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала