Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Ajuda descontrolada à Ucrânia pode causar 'ruína financeira' dos EUA, diz senador americano

© AP Photo / Charlie NeibergallSenador norte-americano do partido Republicano, Rand Paul
Senador norte-americano do partido Republicano, Rand Paul - Sputnik Brasil, 1920, 19.05.2022
Nos siga noTelegram
A assistência descontrolada à Ucrânia pode levar à insolvência financeira nos Estados Unidos, escreve o senador Rand Paul em sua coluna para o Federalist.
Na semana passada, ele bloqueou a votação no Senado sobre a prestação a Kiev de uma ajuda de US$ 40 bilhões (R$ 202 bilhões), exigindo que sejam incluídas no pacote emendas para endurecer a vigilância dos gastos.

"Não podemos arruinar o nosso país participando em mais um conflito estrangeiro. Com uma dívida nacional superior a 120% do PIB, inflação desenfreada nunca vista desde os anos de 1980 e interrupções significativas na cadeia de suprimentos, os Estados Unidos devem primeiramente proteger sua própria economia antes de ajudar os países estrangeiros", explicou Paul.

O senador notou que, depois da pandemia da COVID-19, a inflação nos EUA atingiu um máximo de 40 anos. Assim, os preços da gasolina, em comparação com o ano passado, quase dobraram, os preços dos recursos energéticos em geral cresceram em 32%, os produtos alimentícios aumentaram em 9%, e um carro de segunda mão é agora três vezes mais caro.
Prédio do Congresso norte-americano (foto de arquivo) - Sputnik Brasil, 1920, 18.05.2022
Panorama internacional
Congresso americano está preocupado com alto financiamento militar da Ucrânia pelos EUA
Na opinião de Rand Paul, isso aconteceu devido "aos gastos impensados" do governo, que agora ameaçam tornar incomportável a dívida pública americana.

"Tenho reiterado repetidamente que a maior ameaça à nossa segurança nacional é a nossa dívida nacional. Apenas nos últimos dois anos, os Estados Unidos pediram mais dinheiro do que em qualquer momento de sua história."

Se o projeto de nova ajuda à Ucrânia for aprovado, esses gastos desde 2014 serão de US$ 60 bilhões (R$ 298 bilhões), sendo quase dez vezes maiores que os gastos anuais em estudos oncológicos, notou o parlamentar.

"Priorizar o interesse de outras nações sobre o nosso não vai acabar bem [...] Nós não só estamos flertando com a ruína financeira, mas também corremos o risco de entrar sem querer em uma guerra com outra grande potência", resumiu ele.

Em meio à operação militar especial russa na Ucrânia, Washington e seus parceiros continuam enviando armas a Kiev. No dia 9 de maio, o presidente Joe Biden sancionou uma lei que facilita a ajuda militar à Ucrânia. Moscou tem afirmado repetidamente que as entregas de armamento apenas prorrogam o conflito, enquanto os meios de transporte dessas remessas são "um alvo legítimo" para as tropas russas.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала