Pessoas usando máscaras de proteção caminham por rua em Paris, França, 27 de maio de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Sociedade e cotidiano
As principais notícias, reportagens e artigos sobre sociedade e a rotina cotidiana.

Pedra extraterrestre encontrada no Egito pode ser 1ª evidência na Terra de supernova rara (FOTOS)

© Foto / University of JohannesburgFragmentos de Hypatia usados para análise
Fragmentos de Hypatia usados para análise - Sputnik Brasil, 1920, 18.05.2022
Nos siga noTelegram
Cientistas acreditam ter encontrado a primeira evidência na Terra de uma supernova "vela padrão" (tipo Ia), um dos eventos mais energéticos do Universo.
Depois de um estudo cuidadoso da Hypatia, uma pedra extraterrestre que foi encontrada no Egito em 1996, cientistas identificaram sinais, incluindo a composição química e o padrão da rocha, sugerindo que os fragmentos contêm pedaços de poeira e nuvem de gás que cercam uma supernova Ia.
De acordo com os pesquisadores, ao longo de bilhões de anos a mistura de poeira e gás teria assumido o estado sólido, formando posteriormente o corpo-mãe de que Hypatia teria vindo, em um momento próximo do surgimento de nosso Sistema Solar.
"De certa forma, poderíamos dizer que pegamos uma explosão de supernova Ia no ato, porque os átomos de gás da explosão foram capturados na nuvem de poeira ao redor, que acabou formando o corpo-mãe de Hypatia", diz o geoquímico da Universidade de Joanesburgo na África do Sul Jan Kramers.
Segundo a Science Alert, a equipe analisou 17 alvos diferentes em uma pequena amostra de Hypatia usando técnicas detalhadas e não destrutivas de análise química para juntar pistas sobre onde a pedra esteve e como ela se formou.
© Foto / Romano SerraUma amostra de 3 gramas da pedra Hypatia
Uma amostra de 3 gramas da pedra Hypatia - Sputnik Brasil, 1920, 18.05.2022
Uma amostra de 3 gramas da pedra Hypatia
Além de níveis incomumente baixos de silício, cromo e manganês, os pesquisadores também notaram altos níveis de ferro, enxofre, fósforo, cobre e vanádio, tornando o objeto diferente de qualquer coisa em nossa vizinhança particular no espaço.
Depois de eliminar algumas hipóteses durante as análises, finalmente os pesquisadores foram capazes de mostrar que Hypatia não correspondia ao que seria esperado se ela viesse de uma supernova tipo II, pela grande quantidade de ferro em relação ao silício e ao cálcio, restando a possibilidade de que fosse uma sobra de uma supernova tipo Ia, a primeira a ser encontrada neste planeta.
"Se esta hipótese estiver correta, a pedra Hypatia seria a primeira evidência tangível na Terra de uma explosão de supernova tipo Ia", diz Kramers.

"Talvez igualmente importante, isso mostra que uma parcela individual anômala de poeira do espaço sideral pode realmente ter estado incorporada na nebulosa solar da qual nosso Sistema Solar foi formado, sem ser totalmente misturada", afirmou o pesquisador.

Tirada pela espaçonave Galileo, em 1996, imagem mostra duas versões de Europa, satélite gelado de Júpiter. À esquerda, sua cor natural aproximada, enquanto imagem à direita acentua os recursos da lua - Sputnik Brasil, 1920, 04.05.2022
Sociedade e cotidiano
Em busca de vida extraterrestre, pesquisadores estudam ponto de congelamento preciso da água
No entanto, o caso ainda não está encerrado. Outros seis elementos não correspondem aos modelos de supernova tipo Ia: alumínio, fósforo, cloro, potássio, cobre e zinco. No entanto, os pesquisadores acham que algo mais distante no passado da supernova poderia explicar isso.
"Uma vez que uma estrela anã branca é formada a partir de uma gigante vermelha moribunda, Hypatia poderia ter herdado essas proporções de elementos para os seis elementos de uma estrela gigante vermelha", diz Kramers. "Esse fenômeno foi observado em estrelas anãs brancas em outras pesquisas."
Os cientistas alegam que mais pesquisas devem ser necessárias para estabelecer com maior precisão o longo caminho percorrido pela misteriosa rocha extraterrestre.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала