Falhas nos motores dos caças F-35 ameaçam vendas e deixam Capitólio insatisfeito, diz mídia

© AFP 2022 / Departamento da Defesa dos EUA / Ali Stewart, aviador sênior da Força Aérea dos EUAPiloto sobe para cabine de avião F-35 Lightning II na 86ª Base Aérea, Borcea, Romênia, 26 de fevereiro de 2022
Piloto sobe para cabine de avião F-35 Lightning II na 86ª Base Aérea, Borcea, Romênia, 26 de fevereiro de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 11.05.2022
Nos siga noTelegram
Após o Escritório de Contabilidade do Governo dos EUA relatar que os desempenhos dos caças F-35 são decepcionantes, o Capitólio realizou audições sobre o programa.
De acordo com as autoridades norte-americanas, o programa F-35 está passando por "um momento infernal" com problemas que não conseguem ser resolvidos.
O Congresso americano demonstrou irritação e insatisfação, principalmente pelo fato de essas aeronaves caras do país ainda se mostrarem ineficientes, com baixa capacidade de combate e custos operacionais elevados.
Além disso, as autoridades americanas, citadas pela revista Military Watch, destacaram que a aeronave perdeu sua capacidade de atingir alvos com precisão e os custos de sua manutenção praticamente dobraram.
Caças americanos F-35 - Sputnik Brasil, 1920, 04.05.2022
Panorama internacional
EUA enviam caças F-35 à Romênia para reforçar OTAN e jogar 'lenha na fogueira' na região
John Garamendi, membro do Congresso americano, afirmou "não tolerar mais esta situação do F-35", que parece não ter solução.
Garamendi afirmou que o programa trilionário do F-35 parece estar abandonado pelos EUA, que apenas "encobrem" as falhas, fazendo as aeronaves voarem por alguns meses até retornarem à manutenção com novos problemas.
O Congresso americano também destacou que os motores dos F-35 "não funcionam", e isso realmente está deixando o Capitólio infeliz e insatisfeito.
Garamendi também destacou que estes problemas podem fazer com que as vendas da aeronave sejam totalmente interrompidas.
"Não vamos comprar mais aviões até podermos fornecer a devida manutenção a eles [...]", afirmou Garamendi, destacando que atualmente estas aeronaves são apenas dinheiro gasto pelos contribuintes.
No momento, os problemas do F-35 foram esquecidos, é uma aeronave abandonada que não funciona de jeito nenhum, enquanto o povo americano paga trilhões de dólares para que apenas 55% dos caças estejam capacitados para conduzirem as missões.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала