Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Delator foge da Casa Branca e promete divulgar sérias revelações sobre filho de Biden

© AP Photo / Carlos BarriaHunter Biden (a esquerda) ao lado do seu pai, Joe Biden, presidente eleito dos Estados Unidos.
Hunter Biden (a esquerda) ao lado do seu pai, Joe Biden, presidente eleito dos Estados Unidos. - Sputnik Brasil, 1920, 07.04.2022
Nos siga noTelegram
Jack Maxey, que entregou o laptop de Hunter Biden, filho do presidente Joe Biden, ao Congresso e à mídia, voou dos EUA para a Suíça por temer uma retaliação da administração de Biden.
De acordo com o tabloide Daily Mail, Jack Maxey, que entregou uma cópia o disco rígido do laptop abandonado por Hunter em 2021, está escondido em Zurique há duas semanas, onde trabalha com especialistas em informática para recuperar mais dados do laptop.
Segundo Maxey, seus colegas encontraram "450 gigabytes de material deletado", incluindo 80 mil fotos e vídeos e mais de 120 mil e-mails, que devem ser divulgados em uma base de dados pesquisável nas próximas semanas.
Hunter abandonou seu laptop em uma loja de informática em 2019. O proprietário da loja, John Mac Isaac, deu uma cópia ao advogado de Trump, Rudy Giuliani, que enviou o equipamento a Maxey.
Capitólio ao entardecer, Washington, 2 de dezembro de 2021. - Sputnik Brasil, 1920, 31.03.2022
Panorama internacional
EUA: deputados exigem documentos da Casa Branca sobre atividades de Hunter Biden na Ucrânia
Maxey ressaltou que um ex-agente da inteligência o alertou que, se ele revelasse alguns destes dados, ele seria "um homem morto".
Além disso, Maxey afirmou que o governo norte-americano está caçando estes arquivos para deletá-los, agindo em uma inteligência compartilhada com os países falantes da língua inglesa.
O delator explicou que escolheu a Suíça como esconderijo devido ao fato de o país ter uma política historicamente neutra e que não deletaria os arquivos divulgados na Internet.
Os dados revelam as escapadas de Hunter com prostitutas, drogas, estreita cooperação com empresas chinesas, e-mails que revelam o vínculo de Hunter com fornecedores da Defesa americana, bem como seu envolvimento nas pesquisas de disseminação de doenças com um laboratório em Kiev, na Ucrânia.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала