Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

'Sanções à China por apoiar Rússia ainda não são necessárias', diz secretária do Tesouro dos EUA

© AP Photo / Jacquelyn MartinJanet Yellen, primeira mulher nomeada para ser secretária do Tesouro dos Estados Unidos
Janet Yellen, primeira mulher nomeada para ser secretária do Tesouro dos Estados Unidos  - Sputnik Brasil, 1920, 25.03.2022
Nos siga noTelegram
A secretária do Tesouro norte-americano acrescentou ainda que os EUA estão conversando com a China "em particular e silenciosamente".
O governo dos Estados Unidos "não têm planos imediatos de sancionar a China", porque Pequim "até agora não forneceu apoio militar a Moscou", afirmou a secretária do Tesouro dos EUA, Janet Yellen, nesta sexta-feira (25).
"Não acho que isso seja necessário ou apropriado neste momento", disse Yellen em entrevista à CNBC.

"Os altos funcionários do governo [dos EUA] estão conversando em particular e discretamente com a China para garantir que eles entendam nossa posição", declarou.

Os comentários foram feitos após mais uma onda de pressão da imprensa norte-americana para que Washington sancione Pequim por sua posição sobre a operação especial militar russa na Ucrânia. Até agora, as autoridades chinesas se recusaram a condenar Moscou.
Cartazes da OTAN na entrada da sede da aliança, em Bruxelas, Bélgica. - Sputnik Brasil, 1920, 24.03.2022
Panorama internacional
OTAN insta China a se abster de 'qualquer' apoio a Rússia: 'Respeitem a ordem internacional'
Nas últimas semanas, autoridades dos EUA, incluindo o presidente Joe Biden, alertaram a China sobre qualquer apoio à Rússia, afirmando que haveriam "consequências potencialmente graves para Pequim".
Mira Rapp-Hooper, um alto funcionário da política da China no Conselho de Segurança Nacional de Biden, disse também nesta sexta-feira (25) que os EUA "provavelmente terão dificuldade em afastar Pequim de Moscou, mesmo que o governo chinês não esteja totalmente confortável neste momento".
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала