Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Com discurso 'anti-China', Yoon Suk-yeol é eleito novo presidente da Coreia do Sul

© AP Photo / Lee Jin-manYoon Suk-yeol, candidato presidencial do principal partido da oposição, o Partido do Poder Popular, foi eleito o novo presidente da Coreia do Sul em 10 de março de 2022.
Yoon Suk-yeol, candidato presidencial do principal partido da oposição, o Partido do Poder Popular, foi eleito o novo presidente da Coreia do Sul em 10 de março de 2022. - Sputnik Brasil, 1920, 09.03.2022
Nos siga noTelegram
Yoon Suk-yeol, candidato do Partido do Poder Popular, da oposição conservadora, foi eleito presidente da Coreia do Sul, com todos os votos apurados, segundo a comissão eleitoral do país.
Nas eleições presidenciais da Coreia do Sul realizadas nesta quarta-feira (9), Yoon obteve 48,56% dos votos, e seu principal rival, Lee Jae-myung, candidato do Partido Democrático da Coreia, 47,83%.
A participação eleitoral foi de 77,1%; mais de 34 milhões de pessoas foram às urnas. Lee admitiu sua derrota e mandou um recado ao vencedor. "Parabenizo o presidente eleito Yoon por sua eleição", afirmou.
"Espero que o presidente eleito supere a divisão e os conflitos e abra uma nova era de unidade e harmonia nacional", disse Lee Jae-myung.
As declarações, segundo o portal South China Morning Post, refletem um pouco do cenário político em que a eleição foi disputada.
O presidente eleito de 61 anos prometeu adotar uma "linha mais dura em relação à Coreia do Norte", além de "reiniciar" os laços com a China, o maior parceiro comercial da economia sul-coreana.
Yoon aproveitou o crescente sentimento anti-China no país e prometeu um abraço mais apertado em Washington, com quem Seul tem uma aliança militar.
Pela primeira vez em público, mísseis hipersônicos DF-17 participam de desfile no Dia Nacional da China, Pequim 1º de outubro de 2019  - Sputnik Brasil, 1920, 03.12.2021
Em visita à Coreia do Sul, chefe do Pentágono diz que armas hipersônicas chinesas agravam tensão
Ele criticou a administração do atual líder Moon Jae-in por se inclinar para a Coreia do Norte e a China e minar a aliança de décadas da Coreia do Sul com os Estados Unidos.
Também prometeu combater a corrupção, promover a justiça e criar condições mais equitativas, valendo-se da angústia predominante pela crescente desigualdade, pelo desemprego e pelos preços descontrolados da habitação que deixaram as gerações mais jovens desiludidas.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала