Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Agência Sputnik é alvo de ataque DDoS, e sites ficam instáveis

© Sputnik / Aleksei Filippov / Abrir o banco de imagensAgência de notícias Sputnik.
Agência de notícias Sputnik. - Sputnik Brasil, 1920, 02.03.2022
Nos siga noTelegram
Nesta quarta-feira (2), os 30 sites da agência Sputnik ao redor do mundo foram alvos de um ataque cibernético do tipo DDoS, que gerou instabilidade nas edições locais.
Os chamados ataques de negação de serviço distribuído (DDoS) enviam múltiplas solicitações para seu alvo on-line com o objetivo de sobrecarregar o sistema envolvido e derrubar o serviço.
Desde o início da operação militar especial russa na Ucrânia, investidas contra mídias russas têm se repetido. Além da censura ao acesso no território da União Europeia (UE), os sites da Sputnik e da RT vêm sofrendo ataques cibernéticos do tipo DDoS.

"Os sites da Sputnik se tornaram alvo de um ataque massivo no mundo todo. Essas tentativas têm sido realizadas desde o sábado (26). A publicação de artigos está prejudicada neste momento em quase todos os sites, dentro e fora dos países da CEI [Comunidade dos Estados Independentes], apesar de os portais estarem disponíveis para os leitores. Pedimos aos nossos leitores que sigam nossas notícias nos canais do Telegram da agência Sputnik disponíveis em diversas línguas", disse a assessoria da agência em comunicado.

© REUTERS / Dado RuvicLogotipo do Google em um smartphone, com as marcas do RT e da Sputnik no fundo, em 28 de fevereiro de 2022.
Logotipo do Google em um smartphone, com logotipos do RT e da Sputnik no fundo em 28 de fevereiro de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 02.03.2022
Logotipo do Google em um smartphone, com as marcas do RT e da Sputnik no fundo, em 28 de fevereiro de 2022.
Recentemente, a Rússia deflagrou uma operação militar especial na Ucrânia a pedido das repúblicas populares de Donetsk (RPD) e Lugansk (RPL) — recém-reconhecidas por Moscou.
O governo russo afirma que a ação busca desmilitarizar e desnazificar a Ucrânia para garantir a segurança tanto de Donbass quanto da Rússia.
Caro visitante, tendo em vista o risco de a Sputnik Brasil sofrer bloqueios na internet, para não perder nosso conteúdo, se inscreva em nosso canal no Telegram.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала