Rússia realiza exercício antissubmarino no Mediterrâneo Oriental

© Sputnik / УПСИ МО РФNesta captura de vídeo divulgada pelo Ministério da Defesa da Rússia, um avião antissubmarino russo Il-38 é visto na pista durante exercício de navios e aeronaves russos no Mediterrâneo Oriental na base aérea russa de Khmeimim, na província costeira de Latakia, na Síria
Nesta captura de vídeo divulgada pelo Ministério da Defesa da Rússia, um avião antissubmarino russo Il-38 é visto na pista durante exercício de navios e aeronaves russos no Mediterrâneo Oriental na base aérea russa de Khmeimim, na província costeira de Latakia, na Síria - Sputnik Brasil, 1920, 21.02.2022
Nos siga noTelegram
Navios de guerra e aeronaves navais russos realizaram um exercício antissubmarino no Mediterrâneo Oriental, informou o Ministério da Defesa da Rússia, nesta segunda-feira (21).
Foram utilizadas no treinamento aeronaves antissubmarino Il-38, navios das Frotas do Pacífico, do Norte e do Mar Negro, cruzadores de mísseis guiados Varyag e Marshal Ustinov, fragatas Almirante Kasatonov e Almirante Grigorovich, e os destróieres Admiral Tributs e Vice-Admiral Kulakov.

As tripulações foram treinadas em "atividades de detecção de submarinos estrangeiros e contravigilância dentro de uma área designada do Mediterrâneo Oriental", relatou a Ministério da Defesa.

© AP Photo / Andrei ProninAeronave antissubmarino da Rússia Il-38 é vista durante voo de treinamento, em 22 de abril de 2011
Aeronave antissubmarino da Rússia Il-38 é vista durante voo de treinamento, em 22 de abril de 2011 - Sputnik Brasil, 1920, 21.02.2022
Aeronave antissubmarino da Rússia Il-38 é vista durante voo de treinamento, em 22 de abril de 2011. Foto de arquivo
O treinamento fez parte do exercício naval que a Marinha Russa, sob a direção do almirante Nikolai Evmenov, está realizando no Mediterrâneo de 15 a 25 de fevereiro.
A Rússia havia programado para janeiro e fevereiro de 2022 uma série de manobras em mares territoriais e áreas importantes do oceano mundial.
Os exercícios contam com a participação de mais de 140 navios de guerra e auxiliares, cerca de 60 aeronaves, quase 10.000 soldados e até 1.000 unidades de armas.
Paralelamente, foram organizadas manobras em larga escala de unidades terrestres e aéreas, incluindo o exercício conjunto russo-belarusso, que terminaria em 20 de fevereiro, mas foi estendido devido às tensões em torno da Ucrânia.
O ministro da Defesa de Belarus, Viktor Khrenin, durante encontro da Organização do Tratado de Segurança Coletiva (CSTO, na sigla em inglês), em 4 de setembro de 2020 - Sputnik Brasil, 1920, 20.02.2022
Panorama internacional
Europa está sendo deliberadamente pressionada para a guerra, diz Defesa de Belarus
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала