Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Fernández diz que EUA têm grande parte da culpa pela dívida da Argentina

© Sputnik / Sergei KarpukhinPresidente argentino Alberto Ángel Fernández (à esquerda) e o presidente russo Vladimir Putin (à direita)
Presidente argentino Alberto Ángel Fernández (à esquerda) e o presidente russo Vladimir Putin (à direita) - Sputnik Brasil, 1920, 03.02.2022
Nos siga noTelegram
Nesta quinta-feira (3), o presidente argentino, Alberto Fernández, afirmou que os EUA são em grande parte responsáveis pela dívida do país.
Além disso, o Fernández afirmou que é preciso reduzir a dependência dos EUA e iniciar uma cooperação com a Rússia.
"A Argentina está passando por uma situação difícil, pois temos uma grande dívida externa, a situação econômica também está difícil", afirmou Fernandez.
Fernández ainda ressaltou que desde os anos 1990 a Argentina se orientou muito pelos EUA, e a economia do país dependia em grande parte das relações entre Washington e Buenos Aires, adicionando que "a dívida com o FMI também se deve a essas relações".
O presidente argentino também destacou que o país pode ser a porta de entrada para a Rússia trabalhar na América Latina.
Por sua vez, o presidente russo, Vladimir Putin, afirmou durante encontro com Fernández, que há muito a ser feito para promover a cooperação comercial e econômica entre a Rússia e a Argentina.

"Claro que ainda temos muito a fazer para avançar nossa cooperação comercial e econômica. No ano passado as trocas comerciais cresceram uma vez e meia. É um bom ritmo", afirmou Putin.

Putin observou que há muitas áreas promissoras para avançar na cooperação entre Moscou e Buenos Aires.
"Nossos colegas estão trabalhando: o Ministério da Saúde, o Ministério das Relações Exteriores, outras entidades também seguem trabalhando", declarou.
Nesta quinta-feira (3), o presidente da Rússia, Vladimir Putin, recebeu Alberto Fernández, presidente da Argentina, que busca apoio de Moscou na disputa com o Reino Unido sobre as ilhas Malvinas, linhas de crédito e um aumento do comércio entre os dois países, disseram analistas à Sputnik.
O presidente argentino Alberto Fernandez após sua chegada ao aeroporto internacional de Moscou, 2 de fevereiro de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 03.02.2022
Panorama internacional
Presidente argentino na reunião com Putin estaria buscando apoio na questão das Malvinas
Fernández chegou a Moscou na quarta-feira (2) como parte de uma viagem internacional e foi recebido no aeroporto internacional de Vnukovo pelo vice-chanceler russo, Sergei Ryabkov, e pelo embaixador de Buenos Aires em Moscou, Eduardo Zuaín.
O objetivo da viagem, explicou o presidente na semana passada, é aprofundar os laços de amizade e poder avançar no acordo estratégico que existe entre os dois países.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала