Mídia: EUA buscam acelerar entrega de caças a Taiwan ante desgaste militar da ilha por voos da China

© Patrick LinCaças F-16 da Força Aérea de Taiwan voam durante o exercício militar anual Han Kuang em uma base do exército em Hsinchu, norte de Taiwan, em 4 de julho de 2015
Caças F-16 da Força Aérea de Taiwan voam durante o exercício militar anual Han Kuang em uma base do exército em Hsinchu, norte de Taiwan, em 4 de julho de 2015 - Sputnik Brasil, 1920, 20.01.2022
Nos siga noTelegram
Com as constantes manobras de aeronaves chinesas no estreito de Taiwan, Pequim "esgota seu oponente sem disparar um tiro", e enfraquece frota aérea da ilha. Washington e Taipé estariam buscando acelerar entrega de novos caças.
Os Estados Unidos estão procurando maneiras de acelerar a entrega da próxima geração de caças F-16 a Taiwan, disseram autoridades norte-americanas em condição de anonimato à agência Reuters.
Ao mesmo tempo, o governo da ilha expressou interesse de que a remesssa chegue mais rápido, enquanto a força aérea de Taipé envia jatos para interceptar voos militares chineses cada vez mais robustos.
Taiwan está a caminho para colocar em campo uma das maiores frotas de F-16 da Ásia assim que receber 66 novas aeronaves F-16 C/D Block 70 sob um acordo de US$ 8 bilhões (R$ 43,3 bilhões) aprovado em 2019.
A Força Aérea taiwanesa não respondeu a perguntas sobre possíveis entregas aceleradas, mas disse à agência em comunicado que as principais compras de armas militares são "rigorosamente planejadas de acordo com as necessidades reais de combate e cronogramas de planejamento".
De acordo com a mídia, as missões para interceptar aeronaves chinesas estão pressionando a Força Aérea, que no ano passado sofreu vários acidentes, incluindo três acidentes fatais.
Com o tempo, os custos de combustível, a fadiga de pilotos e o desgaste das aeronaves taiwanesas ameaçarão a prontidão da ilha se essa pressão continuar, segundo analistas militares taiwaneses e norte-americanos.
"Eles [os chineses] estão esgotando seu oponente sem disparar um tiro", disse Derek Grossman, analista sênior de defesa da RAND Corporation citado pela mídia.
A força aérea de Taiwan em 2020 lutou 2.972 vezes contra aeronaves chinesas a um custo de US$ 905 milhões (R$ 4,9 bilhões). Pequim observa a ilha como parte de seu território, dentro da política de Uma Só China.
Sede do Pentágono em Washington, EUA - Sputnik Brasil, 1920, 05.12.2021
Panorama internacional
Pentágono: EUA estão prontos para apoiar Taiwan contra ascensão militar chinesa
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала