- Sputnik Brasil, 1920
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Lula sobre Alckmin: 'Não terei problemas em fazer chapa, só falta definir para qual partido ele vai'

© REUTERS / Amanda PerobelliO ex-presidente brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva gesticula durante uma entrevista à Reuters em São Paulo, Brasil, em 17 de dezembro de 2021
O ex-presidente brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva gesticula durante uma entrevista à Reuters em São Paulo, Brasil, em 17 de dezembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 19.01.2022
Nos siga noTelegram
Ex-presidente deixa cada vez mais clara sua intenção de fazer aliança com o ex-governador paulista, e novamente afirma que as divergências políticas não impedem que os dois governem juntos.
Nesta quarta-feira (19), durante uma coletiva de imprensa, o ex-presidente Lula confirmou sua intenção em ter o ex-governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, nas eleições deste ano, afirmando que só falta ele "definir o partido", segundo o jornal O Globo.
"Não terei nenhum problema em fazer chapa com o Alckmin para ganhar e governar esse país. Só não posso dizer ainda porque falta definir para qual partido ele vai, ver se o partido vai fazer aliança com o PT", disse Lula.
Ao ser perguntado por um jornalista sobre críticas feitas no passado pela esquerda a medidas tomadas durante as gestões de Alckmin no governo paulista, Lula defendeu o ex-adversário.
"Sinto que você construiu uma quantidade de defeitos para poder falar do Alckmin. Só quem não tem falado do assunto é o Alckmin e eu. Todo mundo fala todo santo dia. Todo mundo dá palpite. Mas você não vê uma fala minha, uma fala do Alckmin. Ele saiu do PSDB e não se definiu para qual partido vai. Ele não tem partido hoje. E eu não defini minha candidatura. Então não pode ter candidato nem vice", declarou.
Em seguida, o ex-chefe de Estado afirmou que apesar das divergências, isso não o impediria de governar em conjunto.
"Temos divergências, temos. Por isso pertencemos a partidos diferentes. Temos visões de mundo diferentes, temos. Mas isso não impede a possibilidade de que as divergências sejam colocadas em um canto e as convergências de outras para poder governar."
O petista ainda completou que, na próxima coletiva de imprensa espera que Alckmin esteja junto "sendo vice ou não, porque me parece que ele já se definiu como oposição não só a Bolsonaro como ao 'dorismo' aqui em São Paulo", disse Lula fazendo referência ao atual governador paulista, João Doria (PSDB).
© REUTERS / Amanda PerobelliO ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva fala durante um evento com os Catadores de Resíduos em São Paulo, Brasil 22 de dezembro de 2021
O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva fala durante um evento com os Catadores de Resíduos em São Paulo, Brasil 22 de dezembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 19.01.2022
O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva fala durante um evento com os Catadores de Resíduos em São Paulo, Brasil 22 de dezembro de 2021
De acordo com O Globo, a coletiva de hoje (19) foi a primeira concedida pelo ex-presidente este ano com a participação de jornalistas de diversas mídias.
Antes de abrir espaço às perguntas, Lula fez um discurso de abertura, no qual afirmou que "ainda não está candidato".
"Preciso de tempo para tomar essa decisão. Mas não duvidem do sacrifício que faremos para recuperarmos a democracia do Brasil", pontuou.
Ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em entrevista à agência Reuters, em São Paulo, no Brasil, em 17 de dezembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 14.01.2022
Notícias do Brasil
Lula tem 44% e Bolsonaro 24%, diz pesquisa Ipespe; sem Moro, cenário se mantém
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала