Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Bolívia diz ter recuperado veículos roubados à embaixada da Venezuela por enviados de Guaidó

© Foto / Pixabay / StockSnapLa Paz, Bolívia (imagem referencial)
La Paz, Bolívia (imagem referencial) - Sputnik Brasil, 1920, 18.01.2022
Nos siga noTelegram
Ministro boliviano anunciou que uma série de operações policiais permitiram a recuperação de veículos e mercadorias roubadas à embaixada venezuelana de La Paz durante o governo autoproclamado de Jeanine Áñez.
O governo da Bolívia devolveu na segunda-feira (17) à embaixada da Venezuela 15 de seus 34 veículos roubados por enviados do governo autoproclamado venezuelano de Juan Guaidó em 2019-2020, disse Carlos del Castillo, ministro do governo boliviano.
Entregamos ao pessoal diplomático da Venezuela as chaves dos veículos recuperados que foram roubados por pessoas de Juan Guaidó à embaixada da Venezuela na Bolívia nas administrações de 2019-2020 sob o regime [boliviano] de [Jeanine] Áñez.
Ao contrário de Nicolás Maduro, presidente eleito da Venezuela, Guaidó reconheceu o governo de Áñez, que se autoproclamou presidente da Bolívia em novembro de 2019 após um golpe de Estado que forçou o anterior incumbente Evo Morales a partir para o exílio. Em seguida, Guaidó enviou uma representação diplomática que tomou o controle dos escritórios e outras propriedades venezuelanas em La Paz.
Segundo del Castillo, os enviados de Guaidó, que saíram da Bolívia durante a chegada ao poder do presidente democraticamente eleito Luis Arce em novembro de 2020, atuaram "de maneira ilegal", e foram responsáveis pelo desaparecimento de móveis, artigos domésticos, carros, caminhões, motocicletas, micro-ônibus e um ônibus, esculturas e outras obras de arte da sede diplomática venezuelana, recuperados parcialmente em operações policiais.
Como explicou o ministro boliviano, os veículos foram vendidos em operações que incluíam a falsificação de documentos.
As mercadorias foram "roubadas e furtadas em conluio com funcionários diplomáticos do regime autoproclamado de Juan Guaidó, com a aquiescência do regime autoproclamado da Sra. Áñez", apontou Carlos del Castillo, pedindo desculpa ao povo e ao governo venezuelanos, e assegurando que a polícia continuaria trabalhando para buscar e recuperar os veículos em falta da embaixada.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала