Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para
 - Sputnik Brasil, 1920
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Lira diz que 'desconhece' espaço fiscal na PEC dos precatórios para aumento de salário de servidores

© Folhapress / Kleyton AmorimO deputado federal Arthur Lira (PP-AL), líder do centrão na Câmara dos Deputados, durante programa de entrevistas, Brasília, 9 de novmebro de 2021
O deputado federal Arthur Lira (PP-AL), líder do centrão na Câmara dos Deputados, durante programa de entrevistas, Brasília, 9 de novmebro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 18.11.2021
Nos siga no
Contrariando fala de Bolsonaro que prometeu reajuste no salário de todos os servidores caso a PEC fosse aprovada, presidente da Câmara diz que custos apresentados pela Economia devem ser honrados.
Nesta quinta-feira (18), o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP), afirmou que os números apresentados pela pasta de Economia com o relatório de custos não incluíam aumento no salário dos servidores, segundo o jornal O Globo.

"Eu absolutamente não vi e não conheço esse espaço [fiscal]. Os números que foram apresentados pela Economia à Câmara não previam esse aumento. Eu penso que aquele portfólio de custos amplamente divulgada à imprensa pode ser honrado, para que a gente tenha a fidedignidade do que foi acertado nas discussões do plenário, para que seja mantido [o combinado]", afirmou Lira citado pela mídia.

Na terça-feira (16), o presidente da República, Jair Bolsonaro, disse que se a PEC dos precatórios fosse aprovada, haveria aumento no salário "de todos os servidores, sem exceção".
O presidente Jair Bolsonaro durante coletiva de imprensa na tarde de hoje, na sede do ministério - Sputnik Brasil, 1920, 16.11.2021
Notícias do Brasil
Bolsonaro pretende aumentar salário de todos servidores federais se PEC dos Precatórios for aprovada
No Senado, ontem (17), também foi aventado que não é possível acontecer o aumento dentro do orçamento da PEC, e esse seria um dos pontos que não podem ser alterados para que o texto seja aprovado, conforme noticiado.
Ainda sobre a Casa, pela manhã de hoje (18), Lira teve reunião com o presidente Rodrigo Pacheco (MDB-PE) e com relator Fernando Bezerra (MDB). Segundo a mídia, no encontro foi debatida a tramitação da proposta, vista como fundamental pelo governo para financiar o Auxílio Brasil.

"Tivemos uma reunião com Rodrigo Pacheco, e também com o relator Fernando Bezerra muito positiva. Há muitas sugestões, algumas propostas, como é normal, mas eu penso que alguns ajustes possam aprimorar a PEC. [Agora é] esperar o resultado. Deve ser [votado] Comissão de Constituição e Justiça semana que vem e no plenário dia 30. Até lá, é trabalhar para que seja uma votação tranquila e que possam ser preservados pontos importantes", disse Lira.

Diante das dificuldades nas negociações entre senadores, Lira ainda afirmou que espera que a proposta não retorne inteiramente para nova análise pela Câmara.
"Torço para que o texto tenha a sua aprovação mantida em 95%, 96%. [...] Acho que a Câmara já trabalhou e votou muito este ano. Não espero ter mais esse trabalho", completou.
Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала