Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para
Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Líder militar do Pentágono diz que teste de míssil hipersônico da China 'deu a volta ao mundo'

Míssil hipersônico (imagem referencial) - Sputnik Brasil, 1920, 17.11.2021
Nos siga no
General norte-americano fornece novos detalhes sobre suposto teste de veículos planadores hipersônicos da China realizado em julho e divulgado pela primeira vez em outubro.
Na terça-feira (16), o general John Hyten, segundo no comando do Pentágono e vice-presidente do Estado-Maior Conjunto dos EUA (JCS, na sigla em inglês), ofereceu novos detalhes sobre o que os Estados Unidos sabem em relação ao suposto teste de veículos planadores hipersônicos da China.

"Eles lançaram um míssil de longo alcance. Ele deu a volta ao mundo, caiu de um veículo planador hipersônico que planou todo o caminho de volta para a China e impactou um alvo na região", disse Hyten em entrevista à CBS News.

Questionado se o míssil atingiu o alvo, Hyten respondeu: "Perto o suficiente".
O general, que anteriormente chamou de "impressionante" o ritmo com que os militares chineses estão desenvolvendo suas capacidades, avisou que um dia eles teriam a chance de lançar um ataque nuclear surpresa contra os EUA.

"Por que eles estão construindo toda essa capacidade? [...] Elas parecem armas de primeiro uso. É assim que essas armas parecem para mim", considerou.

Em outubro, o Financial Times noticiou um teste chinês de um veículo planador hipersônico lançado de um foguete em órbita baixa da Terra que teoricamente poderia ser capaz de escapar dos sistemas de defesa antimísseis norte-americanos.
A velocidade com que os chineses desenvolveram o sistema surpreendeu as autoridades de segurança nacional dos Estados Unidos.
Entretanto, Zhao Lijian, porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China afirmou na época que não era um míssil, mas sim "um veículo espacial", acrescentando que o ocorrido foi um "teste de rotina" da tecnologia de foguetes espaciais reutilizáveis.
Changzheng 5 (Long March-5) decolando do Centro de Lançamento Espacial de Wenchang, na província chinesa de Hainan (imagem de arquivo) - Sputnik Brasil, 1920, 18.10.2021
China nega ter testado míssil hipersônico, afirmando que foi um ensaio de veículo espacial
Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала