Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Nível de confiança é alto, mas ainda há 'bastante incerteza' sobre ritmo de crescimento, avalia BC

© Foto / Marcello Casal Jr/Agência BrasilEdifício do Banco Central, em Brasília, no dia 13 de abril de 2021
Edifício do Banco Central, em Brasília, no dia 13 de abril de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 18.10.2021
Nos siga no
Apesar das condições macroeconômicas e sanitárias, o Banco Central afirma que não há risco relevante para a estabilidade do sistema financeiro e salienta que o nível de confiança está subindo.
O Banco Central (BC) afirmou nesta segunda-feira (18) que há "bastante incerteza" sobre o ritmo de crescimento da economia global e do Brasil. O banco considera que, apesar da retomada da confiança, há risco de disseminação de novas variantes do novo coronavírus, avanço da inflação, dificuldade de insumos na produção e crise hídrica.
"Ainda há bastante incerteza sobre o ritmo de crescimento da economia. Isso porque há risco de disseminação de novas variantes do SARS-CoV-2, dificuldade para algumas cadeias produtivas obterem insumos, além de eventuais implicações da crise hídrica. Reitera-se, ainda, que é essencial perseverar no processo de reformas para permitir uma recuperação sustentável da economia", lê-se no Relatório de Estabilidade Financeira do órgão, citado no portal Poder 360.
O BC ressalta que a inflação permanece elevada nas principais nações e que a alta do índice de preços acentua os riscos das condições monetárias globais e de correção de preços de ativos financeiros. Segundo a autoridade monetária, é essencial preservar o processo de reformas para uma recuperação sustentável da economia.

Nível de confiança cresce

Apesar das condições macroeconômicas e sanitárias, o Banco Central afirma que não há risco relevante para a estabilidade do sistema financeiro e salienta que o nível de confiança está subindo.
"As instituições pesquisadas reduziram sua preocupação com a inadimplência e a atividade econômica. O aumento da cobertura vacinal e a redução dos casos de COVID-19 diminuíram as preocupações com os impactos da crise sanitária. Desde o início da pandemia, o mercado apresenta confiança na estabilidade financeira bem acima do que esteve durante a recessão de 2015-2016. No início de agosto de 2021, o nível de confiança aproximou-se do maior valor observado", escreve o BC.
O sistema financeiro global também segue "resiliente". Os níveis de capital e liquidez estão "robustos" e os testes indicam que o setor está preparado para suportar choques. Ainda assim, o BC ressalta que as perdas de crédito podem ser superiores aos níveis estimados dada a incerteza sobre a evolução do quadro econômico.
Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала