Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Navio russo frustra tentativa de destróier dos EUA de violar fronteira no mar do Japão (VÍDEO)

© Sputnik / Vitaly Ankov / Abrir o banco de imagensDestroier russo Admiral Tributs
Destroier russo Admiral Tributs - Sputnik Brasil, 1920, 15.10.2021
Nos siga no
Nesta sexta-feira (15), um navio de guerra da Frota do Pacífico russa aproximou-se a uma distância de 60 metros de um destróier dos EUA que ameaçava violar as fronteiras marítimas da Rússia no mar do Japão (também conhecido como mar do Leste).
Ministério da Defesa da Rússia emitiu uma declaração indicando que: "Hoje, 15 de outubro, por volta das 17h00 horas, horário local, o destróier USS Chafee, que há vários dias tem estado operando no mar do Japão, se aproximou das águas territoriais da Federação da Rússia e realizou uma tentativa de atravessar a fronteira nacional".
De acordo com a entidade militar russa, o navio antissubmarino grande Admiral Tributs se aproximou do navio de guerra dos EUA e, depois de vários avisos, começou a afastar o navio intruso para longe das águas russas.
O ministério russo salientou que a tripulação do USS Chafee havia sido informada de que estava tentando navegar através de uma área proibida a navios estrangeiros, já que na área estavam sendo realizados os exercícios de artilharia russo-chineses Interação Naval 2021.
"Depois de receber o aviso, em vez de mudar de rumo para deixar a área marinha restrita, o USS Chafee levantou bandeiras de sinalização indicando preparativos para a decolagem de seu convés de um helicóptero, significando que seria impossível para o navio de guerra mudar seu rumo e velocidade, e tomou ações para violar a fronteira estatal da Federação da Rússia no golfo de Pedro, o Grande. De acordo com as regras internacionais de navegação, o Admiral Tributs tomou um rumo para afastar o intruso das águas territoriais russas", comunicou o ministério.
O Chafee, ao convencer-se da determinação da tripulação do navio russo de não permitir a violação da fronteira do Estado, mudou de direção e às 17h50 mudou de rumo quando já havia menos de 60 metros entre ele e o navio Admiral Tributs, aponta ministério russo.
A entidade enfatizou que durante o desenrolar desse incidente o navio russo manteve-se em plena conformidade com as normas internacionais que regulam a navegação marítima. Além disso, o ministério russo afirmou que as ações do Chafee constituíam uma "violação flagrante" das regras internacionais destinadas a evitar a colisão de navios no mar e o tratado russo-americano de 1972 para prevenção de incidentes marítimos em alto mar e no espaço aéreo acima dele.

Incidentes semelhantes

Em 23 de junho, o Ministério da Defesa da Rússia informou sobre a violação de sua fronteira nacional pelo destróier HMS Defender da Marinha Real do Reino Unido.
O destróier britânico atravessou a fronteira russa e entrou três quilômetros em águas russas perto do cabo de Fiolent.
Um navio-patrulha russo disparou um tiro de advertência, enquanto uma aeronave Su-24M realizou um "bombardeio de advertência" na direção da deslocação do navio.
Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала