Blinken caracteriza aliança entre Colômbia e EUA de 'absolutamente vital'

© REUTERS / POOLSecretário de Estado dos EUA, Antony Blinken durante visita à Islândia
Secretário de Estado dos EUA, Antony Blinken durante visita à Islândia - Sputnik Brasil, 1920, 29.05.2021
Nos siga noTelegram
O secretário de Estado dos EUA, Antony Blinken, qualificou a aliança estabelecida entre os governos de Washington e Bogotá de "absolutamente vital".

Blinken caracterizou desta maneira as relações entre os países durante um encontro que ocorreu nesta sexta-feira (28) em Washington com a ministra das Relações Exteriores da Colômbia, Marta Lucía Ramírez.

De acordo com a declaração do Departamento do Estado, o diplomata da administração Biden manifestou também "um prazer particular" por ter a oportunidade de aprofundar a aliança entre os países que, segundo ele, enfrenta "muitos desafios".

A chancelar colombiana, por sua vez, ressaltou que a aliança com Washington "tem sido a mais importante" para o seu país, pois tem "uma longa história", marcada por valores compartilhados.

Na sua página do Twitter, Marta Lucía Ramírez foi otimista quanto ao encontro com Blinken.

"Reafirmamos a relação bilateral com os EUA em um reunião produtiva e transparente com o secretário de Estado. Temos um compromisso mútuo de estabilizar a Colômbia e fortalecer a região", escreveu.

© REUTERS / StringerManifestantes participam de protesto exigindo ação do governo para combater pobreza, violência policial e desigualdades nos sistemas de saúde e educação, Medelín, Colômbia, 18 de maio de 2021
Blinken caracteriza aliança entre Colômbia e EUA de 'absolutamente vital'  - Sputnik Brasil, 1920, 29.05.2021
Manifestantes participam de protesto exigindo ação do governo para combater pobreza, violência policial e desigualdades nos sistemas de saúde e educação, Medelín, Colômbia, 18 de maio de 2021

Atualmente a Colômbia vive uma situação de crise de governo por causa de crescentes protestos em todo o país.

As ações começaram contra a reforma tributária do governo de Iván Duque, que aumentou os impostos, mas após isso se tornaram grandes manifestações contra a pobreza no país.

Nesta quarta-feira (26) a Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH) condenou as "graves violações dos direitos humanos" ocorridas durante os protestos sociais na Colômbia, criticando o uso excessivo da força e outros crimes praticados pelas forças de segurança durante a repressão das manifestações contra o governo de Iván Duque.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала