Após ataque hacker, preço da gasolina nos EUA tem maior valor desde 2014

© REUTERS / Mike BlakeEm San Diego, Califórnia, preços aparecem em uma bomba de gasolina, em 11 de julho de 2018
Em San Diego, Califórnia, preços aparecem em uma bomba de gasolina, em 11 de julho de 2018 - Sputnik Brasil, 1920, 18.05.2021
Nos siga noTelegram
Um ataque hacker realizado no início deste mês contra a Colonial Pipeline, empresa norte-americana que controla um dos principais oleodutos dos Estados Unidos, fez com o que o preço da gasolina no país atingisse um dos maiores valores dos últimos anos. 

Segundo disse nesta terça-feira (18) a Administração de Informações sobre Energia dos EUA (EIA), o valor do galão de gasolina no país passou de US$ 3,00 (cerca de R$ 16,00) pela primeira vez desde 2014. Um galão equivale a cerca de quatro litros.

"As interrupções nas operações da Colonial Pipeline levaram a um aumento no preço médio de varejo da gasolina de qualidade regular nos EUA para US$ 3,03 [cerca de R$ 16,00] por galão em 17 de maio, a primeira vez que os preços da gasolina no varejo ficaram em média acima de US$ 3,00 [cerca de R$ 16,00] por galão desde 27 de outubro de 2014", disse um relatório da EIA .

No dia 7 de maio, um ataque de ransomware forçou o Colonial Pipeline a interromper seu sistema de operação, retomando atividades normais apenas em 15 de maio. Os ataques de ransomware são um tipo específico de ação de hackers que "sequestra" dados e sistemas com criptografia, exigindo posteriormente uma recompensa para a recuperação do controle.

© REUTERS / YURI GRIPASCartaz é visto em posto da Exxon sem gasolina depois que um ataque cibernético paralisou o maior duto de combustível do país, operado pela Colonial Pipeline, em Washington, EUA, 15 de maio de 2021
Após ataque hacker, preço da gasolina nos EUA tem maior valor desde 2014 - Sputnik Brasil, 1920, 18.05.2021
Cartaz é visto em posto da Exxon sem gasolina depois que um ataque cibernético paralisou o maior duto de combustível do país, operado pela Colonial Pipeline, em Washington, EUA, 15 de maio de 2021

O oleoduto, que se estende por mais de 8.000 quilômetros desde refinarias na costa do golfo do México, fornece quase metade da gasolina na costa leste dos EUA, além de combustível para a aviação e óleo para aquecimento. A falta de fornecimento combinada com a corrida às bombas com medo da escassez, fez com que muitas estações ficassem sem gasolina.

Embora o fornecimento tenha começado a voltar ao normal, muitos postos continuam vazios no sudeste norte-americano, uma das regiões mais populosas do país, sendo a capital Washington uma das áreas mais afetadas. De acordo com a plataforma de informações sobre gasolina do país, a GasBuddy, mais da metade dos postos fechados na capital norte-americana ainda não haviam recebido novos suprimentos até esta terça-feira (18).

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала