OMS alerta para crescimento de casos de COVID-19 em 'todas as faixas etárias'

© AFP 2022 / Christopher Black/Organização Mundial de SaúdeA diretora técnica da resposta da Organização Mundial de Saúde (OMS) à pandemia da COVID-19, Maria Van Kerkhove, durante pronunciamento.
A diretora técnica da resposta da Organização Mundial de Saúde (OMS) à pandemia da COVID-19, Maria Van Kerkhove, durante pronunciamento. - Sputnik Brasil, 1920, 19.04.2021
Nos siga noTelegram
A diretora técnica da Organização Mundial de Saúde (OMS), Maria Van Kerkhove, disse nesta segunda-feira (19) que o número de casos da doença no mundo tem crescido "em todas as faixas etárias".

Segundo a Kerkhove, na semana passada houve um aumento de 5,2 milhões de casos de COVID-19 reportados, o maior número no levantamento semanal desde o início da pandemia. As informações foram publicadas pela Organização das Nações Unidas nas redes sociais.

"Há mais jovens nas UTIs. Quando há mais transmissão, há mais pessoas de todas as idades nos hospitais, UTIs e também que acabam falecendo", declarou.

Maria Van Kerkhove atribuiu, em entrevista coletiva, fez um alerta após o crescimento de casos de COVID-19 na população mais jovem.

"Interação social não significa ir a uma festa. Há pessoas que têm que interagir com outras porque têm que ir trabalhar", completou.

Até o momento, já foram registrados 141,6 milhões de casos confirmados de infecções pelo novo coronavírus no mundo e mais três milhões de mortes causadas pela COVID-19 em todo o planeta.

Nesta segunda-feira (19) o Brasil ultrapassou os Estados Unidos, México e Peru e se tornou o país com mais mortes por COVID-19 do continente americano em relação à sua população total.

Após o avanço da pandemia no país nas últimas semanas, o Brasil agora tem 1.756 mortes a cada um milhão de habitantes. Peru (1.722), EUA (1.731) e México (1.646) aparecem logo na sequência neste ranking.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала