Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Ucrânia diz que conta com apoio da China para 'conter a agressão russa'

© Sputnik / Ivan VorobyovProtestos na Ucrânia
Protestos na Ucrânia - Sputnik Brasil, 1920, 16.04.2021
Nos siga no
A chancelaria ucraniana comunicou que Kiev espera que a China se junte ao processo de "conter a agressão russa". A declaração foi feita após consultas entre os vice-ministros das Relações Exteriores da Ucrânia e da China, Yevgeny Yenin e Le Yucheng, nesta sexta-feira (16).

De acordo com a diplomacia ucraniana, Le Yucheng garantiu o apoio da China à independência, soberania e integridade territorial do país e expressou confiança na resolução de conflitos por meio de negociações.

"O vice-ministro informou seu colega chinês sobre o agravamento da situação de segurança nos territórios temporariamente ocupados da Ucrânia e o aumento de formações militares russas perto das fronteiras ucranianas. Yevgeny Yenin expressou a esperança de que a China se junte ao processo de contenção da agressão russa", diz o comunicado.

O Ministério dos Negócios Estrangeiros da Ucrânia informou também que as partes discutiram as perspectivas de participação do alto representante da China nas comemorações do 30º aniversário da independência da Ucrânia.

© Sputnik / Oleg Smyslov / Abrir o banco de imagensPeça de artilharia autopropulsada 2S9 Nona-S de 120 mm ultrapassa obstáculos no decurso dos treinamentos táticos das tropas russas
Ucrânia diz que conta com apoio da China para 'conter a agressão russa' - Sputnik Brasil, 1920, 16.04.2021
Peça de artilharia autopropulsada 2S9 Nona-S de 120 mm ultrapassa obstáculos no decurso dos treinamentos táticos das tropas russas

Países ocidentais têm manifestado preocupação com a suposta intensificação das "ações agressivas" da Rússia na Ucrânia. Washington fez uma declaração sobre a escalada da "agressão russa" e o movimento das tropas russas na Crimeia e na fronteira oriental da Ucrânia.

O porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, por sua vez, declarou que a Rússia está movendo tropas dentro de seu território e a seu próprio critério. Segundo ele, isso não representa nenhuma ameaça e não deve gerar quaisquer preocupações. Moscou afirmou repetidamente que não é parte no conflito interno ucraniano e espera a superação da crise política e econômica da Ucrânia.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала