Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Diplomatas de Japão e EUA realizam consultas após lançamentos de mísseis da Coreia do Norte

© REUTERS / David Mareuil / PoolEm Tóquio, as bandeiras de Japão e Estados Unidos são erguidas por militares durante cerimônia na visita de Lloyd Austin, secretário de Defesa dos EUA, para encontro com o ministro da Defesa do Japão, Kishi Nobuo, em 16 de março de 2021
Em Tóquio, as bandeiras de Japão e Estados Unidos são erguidas por militares durante cerimônia na visita de Lloyd Austin, secretário de Defesa dos EUA, para encontro com o ministro da Defesa do Japão, Kishi Nobuo, em 16 de março de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 25.03.2021
Nos siga no
Na quarta-feira (24), membros do alto escalão da diplomacia de Japão e Estados Unidos realizaram consultas por telefone após o lançamento de mísseis balísticos pela Coreia do Norte.

Conforme publicou a agência de notícias Kyodo, o chefe do Escritório de Assuntos da Ásia e da Oceania do Ministério das Relações Exteriores do Japão, Takehiro Funakoshi, e o secretário de Estado adjunto em exercício do Escritório de Assuntos do Leste Asiático e Pacífico do Departamento de Estado dos EUA, Sung Kim, falaram por telefone após o novo lançamento de mísseis da Coreia do Norte.

Na quarta-feira (24), o primeiro-ministro japonês Yoshihide Suga afirmou que a Coreia do Norte realizou dois lançamentos de mísseis balísticos. Os mísseis caíram fora da zona econômica exclusiva do Japão e não causaram danos.

© AP Photo / Eugene HoshikoO primeiro-ministro japonês Yoshihide Suga (à direita), o secretário de Estado dos EUA, Antony Blinken (ao centro) e o secretário de Defesa, Lloyd Austin (à esquerda) posam para uma sessão de fotos durante visita a Toquio, 16 de março de 2021
Diplomatas de Japão e EUA realizam consultas após lançamentos de mísseis da Coreia do Norte - Sputnik Brasil, 1920, 25.03.2021
O primeiro-ministro japonês Yoshihide Suga (à direita), o secretário de Estado dos EUA, Antony Blinken (ao centro) e o secretário de Defesa, Lloyd Austin (à esquerda) posam para uma sessão de fotos durante visita a Toquio, 16 de março de 2021

O premiê japonês declarou que os lançamentos ameaçam a paz e a segurança na região e violam as resoluções do Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU).

Assim como no caso do Japão, o Conselho de Segurança Nacional da Coreia do Sul expressou protesto em relação aos lançamentos e apontou "profunda preocupação" com a questão, prometendo articular Estados da região para avaliar a situação.

No dia 21 de março, a Coreia do Norte já havia disparado mísseis de seu território, porém os projéteis não eram do tipo balístico.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала