Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Vacina russa contra COVID-19 é a mais segura de todas, diz Putin

© Sputnik / Aleksei MaishevVacina russa contra COVID-19, Sputnik V
Vacina russa contra COVID-19, Sputnik V - Sputnik Brasil, 1920, 22.03.2021
Nos siga no
Nesta segunda-feira (22), o presidente russo, Vladimir Putin, afirmou que a vacina russa contra COVID-19 é a mais confiável e segura.

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, afirmou que nenhuma vacina estrangeira demonstrou um grau de proteção como o demonstrado pela vacina russa.

"Hoje, nós podemos afirmar com segurança, e a prática confirma isso, que as vacinas russas são absolutamente confiáveis e seguras. Além do mais, nenhuma outra vacina estrangeira semelhante demonstrou um grau tão alto de proteção", afirmou Vladimir Putin durante videoconferência.

Nesta segunda-feira (22), o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, anunciou que Putin se vacinará com uma das três vacinas russas na terça-feira (23).

Contudo, Peskov anunciou que a vacinação não será um evento público, como fizeram políticos em outros países.

"Não, não acreditamos que este seja um evento público", afirmou.

Putin também afirmou que a vacinação massiva tem, em conjunto com outras medidas preventivas, um importante papel na estabilização da pandemia.

"A vacinação é, com certeza, uma escolha voluntária de cada pessoa, uma decisão pessoal de cada um. A propósito, eu vou me vacinar amanhã", afirmou o presidente russo durante uma videoconferência com produtores de vacinas russas.

"Duas vacinas, a Sputnik V e a EpiVacCorona, estão sendo produzidas por empresas em escala industrial e utilizadas para inoculações. Uma outra vacina, do Centro Federal de Pesquisas e Desenvolvimento de Tratamentos Imunobiológicos M.P. Chumakov, a CoviVac, está sendo preparada para entrar em circulação. Seus primeiros lotes já estão sendo fabricados", afirmou Putin.

"Sem dúvida, por trás do resultado há um grande e árduo trabalho de muitos milhares de pessoas", observou o presidente e falou da rápida criação das capacidades produtivas adequadas para a fabricação em massa dos medicamentos.

Além disso, ele comunicou que, segundo os últimos dados, 6,3 milhões de pessoas foram vacinadas na Rússia com a primeira dose, enquanto 4,3 milhões foram vacinadas com a segunda dose.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала