Irã anuncia que vacina desenvolvida no país é eficaz contra a cepa britânica da COVID-19

© AP Photo / Gabinete presidencial iranianoEm Teerã, o presidente do Irã, Hassan Rouhani, ajusta sua máscara em frente a um painel no qual se lê "a Presidência", em farsi, durante encontro no quartel-general de luta combate à COVID-19 no país, em 18 de julho de 2020.
Em Teerã, o presidente do Irã, Hassan Rouhani, ajusta sua máscara em frente a um painel no qual se lê a Presidência, em farsi, durante encontro no quartel-general de luta combate à COVID-19 no país, em 18 de julho de 2020. - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A vacina contra a COVID-19 desenvolvida pelo Irã é eficaz contra a cepa britânica do vírus SARS-CoV-2, segundo disse o porta-voz da força-tarefa nacional de combate ao coronavírus, Hojjat Niki Maleki.

A declaração do porta-voz foi divulgada através de suas redes sociais neste sábado (30).

"O dr. [Hassan] Jalili, membro da equipe de desenvolvimento da vacina, disse que o plasma sanguíneo das pessoas entre as primeiras que foram injetadas com a vacina COViran durante os testes clínicos mostra que o imunizante foi capaz de neutralizar completamente a cepa do Reino Unido do novo coronavírus", disse Niki Maleki na publicação.

Apesar de o Irã não possuir seus próprios medicamentos contra a COVID-19, o país está tentando criar sua própria vacina. A chamada Execução da Ordem do Imam Khomeini (EIKO, na sigla em inglês) e o grupo Barekat Pharma estão envolvidos no desenvolvimento da vacina batizada de COViran. Além das pesquisas sobre o próprio imunizante, o Irã está desenvolvendo outras vacinas contra o coronavírus, inclusive em parceria com Cuba. 

No início de janeiro deste ano, o governo iraniano também anunciou que não importará vacinas contra a COVID-19 dos Estados Unidos e do Reino Unido. O governo local alegou que não confia nos países de origem desses imunizantes.

© AP Photo / Vahid SalemiMoradores de Teerã fazem compras em mercado da capital do Irã em meio à pandemia do coronavírus
Irã anuncia que vacina desenvolvida no país é eficaz contra a cepa britânica da COVID-19 - Sputnik Brasil
Moradores de Teerã fazem compras em mercado da capital do Irã em meio à pandemia do coronavírus

No início do dia, o embaixador iraniano na Rússia, Kazem Jalali, disse que Teerã e Moscou assinaram um acordo sobre as entregas da vacina russa Sputnik V e que o primeiro lote do imunizante deve ser enviado ao Irã na próxima semana. O Irã planeja iniciar sua campanha nacional de vacinação em fevereiro.

Segundo os dados da Universidade Johns Hopkins, o Irã tem hoje mais de 1,4 milhão de casos de COVID-19 e quase 58 mil mortes causadas pela doença.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала