Mais de 170 pessoas estão sob investigação após tumultos no Capitólio dos EUA

© REUTERS / Mike TheilerApoiadores do presidente dos EUA, Donald Trump, protestam no segundo andar do Capitólio dos EUA, perto da entrada para o Senado, depois de quebrar a proteção de segurança, Washington, EUA, 6 de janeiro de 2021
Apoiadores do presidente dos EUA, Donald Trump, protestam no segundo andar do Capitólio dos EUA, perto da entrada para o Senado, depois de quebrar a proteção de segurança, Washington, EUA, 6 de janeiro de 2021 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
As autoridades norte-americanas abriram mais de 170 processos após os distúrbios do Capitólio, sendo que 70 pessoas já foram incriminadas. A informação foi divulgada pelo procurador-geral de Washington, Michael Sherwin, a repórteres nesta terça-feira (12).

"Enquanto estamos sentados aqui literalmente dias após o evento, já abrimos mais de 170 arquivos, o que significa que esses indivíduos foram identificados como pessoas que potencialmente cometeram crimes dentro e fora do Capitólio", disse.

"Já incriminamos mais de 70 casos", acrescentou o procurador-geral, Michael Sherwin, prevendo que estes números vão "aumentar geometricamente".

​Em 6 de janeiro, o presidente dos EUA, Donald Trump, em um comício perto da Casa Branca, pediu aos seus apoiadores que fossem ao Capitólio para "ajudar os republicanos fracos" a desafiar os resultados das eleições.

Uma multidão de partidários de Trump sitiou o Congresso dos EUA, invadiu o prédio e interrompeu a sessão conjunta que trabalhava na aprovação da vitória de Joe Biden nas eleições presidenciais. Os membros do Congresso foram evacuados para um local seguro, onde permaneceram em aposentos apertados por várias horas.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала