Trump anuncia normalização das relações entre Israel e Marrocos

© REUTERS / Kobi Gideon/Fornecida pela assessoria de imprensa do governoO primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, e o presidente dos EUA, Donald Trump, conversam como o conselheiro sênior da Casa Branca, Jared Kushner.
O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, e o presidente dos EUA, Donald Trump, conversam como o conselheiro sênior da Casa Branca, Jared Kushner. - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O presidente dos Estados Unidos anunciou hoje (10), através do Twitter, que mediou um acordo de paz entre Israel e Marrocos e concedeu ao país africano o reconhecimento de sua soberania sobre a região do Saara Ocidental.

Assim, o Marrocos se torna o quarto Estado árabe neste ano, e o sexto no total, a ter suas relações totalmente normalizadas com Israel, depois de Emirados Árabes Unidos, Bahrein e Sudão, que aderiram aos acordos de Abraham patrocinados por Trump. Egito e Jordânia, por sua vez, mantêm relações com o Estado judeu há algumas décadas.

Mais um avanço HISTÓRICO hoje! Nossos dois GRANDES amigos, Israel e o Reino do Marrocos, chegaram a um acordo para manter relações diplomáticas plenas - um enorme avanço para a paz no Oriente Médio!

Além disso, Trump observou que o Marrocos reconheceu os Estados Unidos em 1777 e disse que é apropriado que Washington reconheça sua soberania sobre o Saara Ocidental.

Hoje, eu assinei uma proclamação reconhecendo a soberania marroquina sobre o Saara Ocidental. A proposta de autonomia séria, credível e realista do Marrocos é a ÚNICA base para uma solução justa e duradoura para manter a paz e a prosperidade!

O acordo é resultado de conversas conduzidas pelo conselheiro e genro de Donald Trump, Jared Kushner, e seu negociador-chefe em assuntos internacionais, Avi Berkowitz.

"Isto é um passo importante para os povos de Israel e Marrocos. Ele fortalece ainda mais a segurança de Israel, enquanto cria oportunidades para Marrocos e Israel aprofundarem suas relações econômicas e melhorarem a vida de seus cidadãos", disse Kushner, segundo a agência AP. 

O conselheiro de Trump acrescentou que o acordo envolve o estabelecimento de escritórios de intermediação imediata em Rabat e Tel Aviv, com a intenção de abrir embaixadas em um futuro próximo, lançar voos entre os dois países, e promover a cooperação econômica e cultural bilateral.

Como parte do acordo, os Estados Unidos se aliaram ao Marrocos em seu conflito com as forças que buscam a independência do Saara Ocidental e controlam partes da região. Trump anunciou que Washington reconhece a soberania marroquina sobre todo o território do Saara Ocidental e reafirma seu apoio à proposta de autonomia do reino árabe como a única base para resolver a disputa.

Vossa Majestade o Rei Mohammed VI, que Deus o abençoe, conversou hoje [10] ao telefone com Vossa Excelência o Senhor Donald TRUMP, Presidente dos Estados Unidos da América.

Os Estados Unidos também vão "encorajar" o desenvolvimento do Marrocos e abrir um consulado no Saara Ocidental "para promover oportunidades econômicas e de negócios para a região", informou a Casa Branca em um comunicado, no qual acrescentou que Trump discutiu o acordo com o rei Mohammed VI do Marrocos em uma conversa por telefone nesta quinta-feira (10).

Kushner, por sua vez, manifestou esperança de que mais acordos de paz se materializem em um futuro próximo,incluindo entre Israel e a Arábia Saudita, que, segundo ele, são inevitáveis.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала