Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para
 - Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Uruguai procura fortalecer Mercosul apesar de atritos entre membros, diz vice-presidente à Sputnik

Nos siga no
O governo do Uruguai pretende reforçar as estruturas do Mercosul apesar das diferenças entre os dois maiores membros do bloco, afirmou vice-presidente do país.

Em uma entrevista exclusiva para a Sputnik, a vice-presidente uruguaia, Beatriz Argimón, comentou os objetivos do país para o bloco sul-americano e a situação atual na Venezuela.

Argimón salientou que Montevideo possui um especial interesse em fortalecer o Mercosul apesar das tensões entre os governos da Argentina e Brasil.

"Nós assumimos há pouco tempo, e as relações entre Argentina e Brasil já tinham algum problema. Não descartamos fortalecer os vínculos que o Uruguai tem com ambos os países para avançar em um Mercosul mais forte", disse.

As relações entre Brasília e Buenos Aires passam por um momento de tensões, especialmente após a vitória eleitoral do atual presidente argentino Alberto Fernández, criticado abertamente por seu par brasileiro Jair Bolsonaro.

CC BY 2.0 / Hamner_Fotos / MercosulSede do Mercosul
Uruguai procura fortalecer Mercosul apesar de atritos entre membros, diz vice-presidente à Sputnik - Sputnik Brasil
Sede do Mercosul

Em 28 de outubro de 2019, Bolsonaro afirmou que os argentinos escolheram "mal" ao dar a vitória ao peronista Fernández nas eleições presidenciais, o que derivou em uma série de tensões bilaterais.

O Mercosul é integrado pela Argentina, Brasil, Paraguai, Uruguai e Venezuela (atualmente suspensa) e a Bolívia em processo de ingresso como membro pleno.

Venezuela

Com respeito à Venezuela, Argimón definiu o governo de Nicolás Maduro como uma "ditadura", e salientou o Parlamento uruguaio trabalha em diferentes sistemas a nível internacional para "garantir a democracia" nessa nação caribenha.

"Para nosso governo, na Venezuela existe uma ditadura, e para nós também é indispensável avançar em eleições livres de uma vez por todas", expressou.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала