Capacidade de disparar ogiva nuclear pode dar grande vantagem aos T-14 russos, diz revista americana

© Sputnik / Ilia PitalevTanque russo T-14 Armata
Tanque russo T-14 Armata - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A revista norte-americana Military Watch analisou uma possível substituição do canhão do famoso tanque russo T-14 Armata.

Atualmente, o tanque russo T-14 Armata de próxima geração está em serviço no Exército russo. Além disso, uma grande diversidade de tecnologias avançadas está sendo desenvolvida para elevar suas capacidades.

Considerado como um dos mais potentes do mundo, o T-14 Armata conta com uma plataforma antiaérea e um destruidor de bunkers.

© Sputnik / Mikhail Klimentiev / Abrir o banco de imagensUm tanque T-14 Armata é visto em 18 de setembro de 2017 no polígono Luzhsky durante os exercícios estratégicos conjuntos russo-bielorrussos Zapad 2017
Capacidade de disparar ogiva nuclear pode dar grande vantagem aos T-14 russos, diz revista americana - Sputnik Brasil
Um tanque T-14 Armata é visto em 18 de setembro de 2017 no polígono Luzhsky durante os exercícios estratégicos conjuntos russo-bielorrussos Zapad 2017

Com isso, a revista destaca o potencial do tanque russo, que pode integrar uma variedade de novos sistemas de armas e outras tecnologias futuramente, sendo que a principal proposta era equipar o Armata com um canhão de 152 milímetros, capaz de disparar ogivas nucleares.

A integração de um canhão de 152 milímetros daria uma grande vantagem de poder de fogo sobre outros tanques, ressalta a revista.

Apesar da especulação, a revista lembra que o uso de armas nucleares táticas não faz parte da doutrina militar russa, ao contrário dos EUA, que segue "jogando suas fichas" na proliferação de armas nucleares para países europeus através de acordos de compartilhamento nuclear.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала