Índia testa com sucesso míssil guiado antitanque de 3ª geração (VÍDEO)

© AP Photo / Ajit KumarMíssil balístico indiano Agni-II (imagem referencial)
Míssil balístico indiano Agni-II (imagem referencial) - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O míssil NAG penetrou a blindagem do tanque, localizado no raio de alcance do projétil, em um polígono de testes.

A Organização de Pesquisa e Desenvolvimento da Defesa da Índia (DRDO, na sigla em inglês) anunciou nesta quinta-feira (22) o teste final de um míssil guiado antitanque de produção nacional.

"O teste final de uso do míssil guiado antitanque NAG de terceira geração ocorreu hoje, 22 de outubro de 2020, no polígono de Pokhran", comunicou a entidade.

O míssil tinha uma ogiva real e o tanque que serviu de alvo localiza-se à distância designada. O míssil alcançou o alvo, vencendo com precisão a blindagem.

O míssil guiado antitanque NAG, com alcance de quatro a sete quilômetros, foi lançado da plataforma terrestre NAMICA, baseada no veículo de combate de infantaria BMP II com capacidade anfíbia.

​Assista ao teste final bem-sucedido do míssil guiado antitanque NAG conduzido hoje cedo no campo de tiro de Pokhran, em Rajasthan. O míssil agora está pronto para ser introduzido nas Forças Armadas.

Desta maneira, o NAG, equipado com um rastreador de imagens infravermelhas e uma ogiva integrada, completou um total de 10 lançamentos de teste, todos com sucesso.

Está previsto que os mísseis NAG sejam fabricados pela empresa estatal Bharat Dynamics e fornecidos ao Exército indiano.

O teste do míssil NAG é o último de uma série de testes realizados pelo DRDO neste mês. A agência havia testado anteriormente o míssil estratégico supersônico terra-terra Shaurya de 700 quilômetros de alcance, o míssil de cruzeiro Nirbhay de 800 quilômetros de alcance, bem como a versão atualizada do míssil de cruzeiro ar-terra BrahMos, entre outros.

As atividades foram realizadas para reduzir a dependência da Índia dos fornecedores de armas estrangeiros e no contexto do aumento da tensão na fronteira com a China e o Paquistão.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала