Raias 'tímidas' tem segredo revelado após mais de 20 anos em aquário no Japão (FOTO)

CC BY 2.0 / Peter Giger / Raia Rhynchobatus (imagem referencial)
Raia Rhynchobatus (imagem referencial) - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Segundo pesquisadores, esta espécie de raia seria endêmica do sul do Japão e está ameaçada de extinção.

Um casal de raias que habita desde 1997 o Aquário de Kagoshima, no Japão, pertence a uma espécie previamente não descrita, determinaram cientistas japoneses.

Durante mais de 20 anos, os peixes, que preferem permanecer no fundo do aquário, não atraíram a atenção do público. Pensava-se que a dupla, levada ao aquário após ser capturada no oceano, correspondia a raias-viola, peixes parecidos com tubarões que vivem na costa ocidental do oceano Índico, informa o jornal Asahi Shimbun.

​Raia exposta no Aquário da prefeitura de Kagoshima por mais de 20 anos, recentemente foi identificada como sendo de espécie inteiramente nova

Contudo, há alguns anos o biólogo Keita Koeta, do Instituto de Pesquisas Biológicas Kuroshio, examinou a dupla "tímida" e descobriu que é bem diferente das raias-viola. Em particular, suas cabeças não são tão agudas e suas barbatanas dorsais são mais redondas.

Ainda assim, se diferenciam pela coloração, que inclui manchas características no disco dorsal e na superfície inferior da parte frontal.

Com forma da cabeça que lembra espíritos mononoke da mitologia japonesa, o animal foi batizado como Rhynchobatus mononoke e classificado como uma nova espécie dentro de seu gênero, salienta Koeda e seus colegas em um estudo publicado na revista Ichthyological Research.

Além do casal, os pesquisadores descobriram uma terceira raia recém-nascida que tem "uma morfologia e coloração semelhante às adultas, exceto pela parte frontal em forma de garrafa, a cabeça maior e uma mancha preta distinta no meio dorsal entre os olhos".

Os biólogos acreditam que a espécie possa ser endêmica do sul do Japão. "Ainda que Rhynchobatus mononoke ocasionalmente apareça em mercados de pesca na prefeitura de Kagoshima e seja vendida para fins culinários, [...] a captura da espécie era muito rara no mar da China Oriental", afirmaram os especialistas, que instam a incluir este animal na lista de espécies em perigo de extinção.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала