- Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Manhã com Sputnik Brasil: destaques desta quarta-feira, 21 de outubro

© AP Photo / Eraldo PeresDr. Gustavo Romero, do Hospital Universitário de Brasília (HUB), apresenta a vacina experimental Sinovac
Dr. Gustavo Romero, do Hospital Universitário de Brasília (HUB), apresenta a vacina experimental Sinovac - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Bom dia! A Sputnik Brasil acompanha os destaques desta quarta-feira (21), marcada pela sabatina no Senado brasileiro, pela corrida em busca de vacinas contra COVID-19, pelo acesso de pequenas empresas a crédito fornecido pelo BNDES, pela disputa entre EUA e China pela 5G no Brasil e pela acusação de monopólio ilegal do Google.

Brasil busca imunização contra COVID-19

O governo federal brasileiro comprou 46 milhões de doses da vacina CoronaVac, desenvolvida entre a farmacêutica chinesa Sinovac e o Instituto Butantan, que será integrada ao Programa Nacional de Imunizações (PNI) do Sistema Único de Saúde (SUS), responsável no Brasil pelas campanhas de vacinação. A expectativa é de que a vacinação tenha início no primeiro semestre de 2021. Até semana passada, essa imunização estava fora do Programa Nacional de Vacinação do governo federal. A CoronaVac está em fase de testes e sua eficácia ainda precisa ser comprovada antes que o uso seja liberado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Segundo dados da Universidade Johns Hopkins, o Brasil é o segundo país com mais mortes causadas pela COVID-19, com mais de 154 mil óbitos, atrás apenas dos Estados Unidos, que acumulam 220.649 mortes atribuídas ao novo coronavírus.

© AP Photo / Eraldo PeresDr. Gustavo Romero, do Hospital Universitário de Brasília (HUB), apresenta a vacina experimental Sinovac
Manhã com Sputnik Brasil: destaques desta quarta-feira, 21 de outubro - Sputnik Brasil
Dr. Gustavo Romero, do Hospital Universitário de Brasília (HUB), apresenta a vacina experimental Sinovac

Kassio Marques será sabatinado no Senado

A sabatina do juiz federal Kassio Marques, indicado ao Supremo Tribunal Federal (STF) por Jair Bolsonaro, deve durar entre oito e dez horas na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado. Segundo a presidente do colegiado, senadora Simone Tebet, entre perguntas, respostas, réplicas e tréplicas, cada senador poderá dialogar por 30 minutos com o indicado. Caso seja aprovado na sabatina, será submetido à votação no plenário principal do Senado, onde precisará do apoio da maioria absoluta. Marques cita em seu currículo um curso de pós-graduação que a Universidade de La Coruña, na Espanha, nega existir.

© Foto / Samuel Figueira / TRF 1ª Região Kassio Nunes Marques foi indicado para assumir a vaga no STF deixada por Celso de Mello, que se aposentou
Manhã com Sputnik Brasil: destaques desta quarta-feira, 21 de outubro - Sputnik Brasil
Kassio Nunes Marques foi indicado para assumir a vaga no STF deixada por Celso de Mello, que se aposentou

Crédito ajuda pequenas empresas a reagirem à COVID-19

O Sebrae e a Fundação Getúlio Vargas (FGV), que monitoram a situação das micro e pequenas empresas, notaram pela primeira vez uma melhora significativa na obtenção de crédito. As pequenas empresas foram as que mais sofreram com a pandemia, contudo voltaram a mostrar reação graças ao acesso a crédito, que é considerado o combustível da economia. Em setembro, metade dos pequenos empresários pediu empréstimo, sendo que 31% deles conseguiram. Nesta terça-feira (20), o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) contratou empréstimo internacional no valor de R$ 4,2 bilhões, que deve ser utilizado para o financiamento de micro, pequenas e médias empresas.

© AFP 2022 / VANDERLEI ALMEIDA / Abrir o banco de imagensBanco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES)
Manhã com Sputnik Brasil: destaques desta quarta-feira, 21 de outubro - Sputnik Brasil
Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES)

China e EUA disputam tecnologia 5G no Brasil

Os norte-americanos seguem tentando convencer o Brasil a não adotar a tecnologia chinesa, estratégia que faz parte da guerra comercial com China. Recentemente, o governo brasileiro assinou acordos com os EUA de facilitação de comércio e investimentos em uma série de áreas, inclusive a rede 5G de Internet móvel. Em cúpula virtual organizada na segunda-feira (19) pela Câmara de Comércio dos Estados Unidos, Pompeo afirmou que tanto Brasil como EUA precisam diminuir a dependência de importações da China. Segundo ele, a participação chinesa nas economias dos dois países traz "riscos enormes". Para Marcos Cordeiro Pires, pesquisador do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia para Estudos sobre os Estados Unidos (INCT-INEU), do ponto de vista comercial ou de segurança, as declarações de Pompeo não passam de "bravata ou hipocrisia". O pesquisador ainda ressaltou que "a colaboração do Brasil com a China em tecnologia de satélites e a montagem de uma base espacial em Neuquén, na Argentina, têm preocupado o setor de defesa dos Estados Unidos, porque podem potencializar o projeto espacial chinês que, assim como o dos Estados Unidos e da Rússia, não possui uma divisão clara para separar a aplicação civil da militar".

© AFP 2022 / Nicolas AsfouriTecnologia 5G da Huawei
Manhã com Sputnik Brasil: destaques desta quarta-feira, 21 de outubro - Sputnik Brasil
Tecnologia 5G da Huawei

Google é processado pelos EUA por monopólio ilegal

O Departamento de Justiça dos EUA acusa a empresa de manter um monopólio de forma ilegal no mercado de buscas da web e de anúncios on-line, pagando bilhões para impedir a entrada de concorrentes. Além do Departamento de Justiça, 11 estados norte-americanos entraram com uma ação antitruste contra o Google. De acordo com o processo judicial, o Google criou um ciclo que reforça seu poder de monopólio através dos lucros obtidos com sua dominância de mercado. Por sua vez, o Google afirma que esta ação judicial "é profundamente falha" e diz que as pessoas usam seus serviços porque querem. Procuradores-gerais dos estados de Arkansas, Carolina do Sul, Flórida, Geórgia, Indiana, Kentucky, Louisiana, Mississippi, Missouri, Montana e Texas também estão processando a empresa.

© REUTERS / Arnd WiegmannLogotipo do Google
Manhã com Sputnik Brasil: destaques desta quarta-feira, 21 de outubro - Sputnik Brasil
Logotipo do Google
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала