Acusado de assassinar jornalista sueca, inventor dinamarquês é detido após fuga rápida de prisão

© REUTERS / Ritzau Scanpix / Nils MeilvangInventor dinamarquês Peter Madsen acusado de assassinato de jornalista Kim Wall 20 de outubro de 2020
Inventor dinamarquês Peter Madsen acusado de assassinato de jornalista Kim Wall 20 de outubro de 2020 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O inventor dinamarquês, Peter Madsen, condenado a 20 anos de prisão pelo assassinato brutal da jornalista dinamarquesa Kim Wall, fugiu de prisão nos arredores de Copenhague.

Madsen escapou da prisão a umas 10h00 (05h00, no horário de Brasília), mas não conseguiu muito ir longe, segundo o jornal Compenhagen Post, que já anunciou apreensão do foragido.

O fugitivo foi encontrado por policiais em estrada na região de Albertslund, com franco-atiradores posicionados de 20 a 30 metros de distância de Madsen.

Segundo relatos, Peter Madsen foi encontrado com um cinto amarrado ao corpo, muito parecido com um artefato explosivo improvisado. Além disso, havia a possibilidade de o fugitivo estar armado com pistola.

Posteriormente, o jornal Compenhagen Post atualizou a notícia, detalhando que Madsen foi detido pela polícia a um quilômetro de distância da prisão.

A jornalista dinamarquesa Kim Wall estava escrevendo um artigo sobre Peter Madsen e desapareceu em 10 de agosto de 2017 depois de viagem conjunta no submarino Nautilus que foi construído por ele. Inicialmente, o inventor afirmou que tinha desembarcado a jornalista na costa no mesmo dia. Mais tarde, no entanto, ele mudou seu testemunho, afirmando que a mulher morreu depois de um acidente a bordo do seu submarino. O corpo desmembrado da jornalista foi encontrado alguns dias depois.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала