MAS anuncia que fará sua própria contagem de votos na Bolívia

© AP Photo / Natacha PisarenkoEm Buenos Aires, o candidato do MAS à Presidência da Bolívia, Luis Arce, posa em frente à Whipala durante encontro com o ex-presidente boliviano, Evo Morales, em 17 de fevereiro de 2020
Em Buenos Aires, o candidato do MAS à Presidência da Bolívia, Luis Arce, posa em frente à Whipala durante encontro com o ex-presidente boliviano, Evo Morales, em 17 de fevereiro de 2020 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O partido boliviano Movimento ao Socialismo (MAS) montou seu próprio sistema de apuração rápida das eleições na Bolívia, devido à decisão de última hora do Superior Tribunal Eleitoral (TSE) do país de não emitir resultados preliminares da votação.

A decisão foi anunciada neste domingo (18) pelo candidato do MAS à Presidência da Bolívia, o ex-ministro da Economia Luis Arce.

"Vamos ser cautelosos, temos nosso próprio sistema de contagem que nos dará resultados com antecedência", disse Arce a repórteres enquanto se dirigia para a central de sua campanha, após votar em La Paz.

O Sistema de Divulgação de Resultados Preliminares (Direpre) havia sido promovido pelo TSE como chave para evitar suscetibilidades e denúncias de fraudes como as que levaram à anulação das eleições de outubro de 2019 e a consequente derrubada do presidente Evo Morales, do MAS, em meio a ameaças dos militares e perseguições contra membros do partido.

© AP Photo / Juan KaritaEm La Paz, na Bolívia, o candidato à Presidência do Movimento para o Socialismo (MAS), Luis Arce, mostra sua cédula de votação antes de depositá-la nas urnas durante as eleições gerais do país, em 18 de outubro de 2020
MAS anuncia que fará sua própria contagem de votos na Bolívia - Sputnik Brasil
Em La Paz, na Bolívia, o candidato à Presidência do Movimento para o Socialismo (MAS), Luis Arce, mostra sua cédula de votação antes de depositá-la nas urnas durante as eleições gerais do país, em 18 de outubro de 2020

Arce criticou o TSE por ter encerrado o Direpre antes mesmo de colocá-lo em operação. O cancelamento do programa Direpre, anunciado na noite do sábado (17), poucas horas antes do início da votação, foi apoiado por observadores internacionais, como a Organização dos Estados Americanos (OEA).

O TSE "teve tempo como nenhum outro tribunal para fazer os testes", mas "não fez um trabalho com responsabilidade e seriedade" para desenvolver um sistema confiável de resultados preliminares que eliminaria a incerteza eleitoral neste domingo (18), disse o candidato.

"Observamos justamente a forma como esse sistema estava sendo executado, fizemos isso por escrito ao TSE e aos observadores internacionais, apontamos que era um retrocesso em termos de transparência", lembrou Arce, acrescentando que, devido à situação, o MAS fará sua própria contagem de votos.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала