CEO de empresa de Defesa dos EUA é acusado de fraude milionária em auxílio contra a COVID-19

© AP Photo / J. David AkeSede do Departamento de Justiça dos EUA, em Washington
Sede do Departamento de Justiça dos EUA, em Washington - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O chefe de uma empreiteira do setor de Defesa foi acusado no Havaí de ter obtido de forma fraudulenta quase US$ 13 milhões (cerca de R$ 73 milhões) em fundos de ajuda contra os impactos da COVID-19 nos Estados Unidos.

A informação foi publicada pelo Departamento de Justiça dos EUA em um comunicado à imprensa, na quarta-feira (30).

"Um homem do Havaí foi levado sob custódia sob alegações de ter obtido de forma fraudulenta mais de US$ 12,8 milhões [cerca de R$ 71 milhões] em empréstimos do Programa de Proteção à Folha de Pagamento (PPP) garantidos pela Administração para Pequenas Empresas (SBA) sob a Lei de Auxílio, Ajuda e Segurança Econômica do Coronavírus (CARES)", disse o comunicado.

Martin Kao, de 47 anos, que é o CEO da Navatek LLC, agora conhecida como Martin Defense Group LLC, teria inflacionado falsamente o número de funcionários em pedido de empréstimo feito ao governo e omitido o fato de já ter recebido outro empréstimo anteriormente, de acordo com o comunicado. Kao foi acusado por dois crimes de fraude bancária e cinco de lavagem de dinheiro, acrescentou o Departamento de Justiça.

Segundo o comunicado, Kao solicitou duas vezes o empréstimo ao governo dos EUA, somando um total de quase US$ 13 milhões (cerca de R$ 73 milhões). Desse montante, Kao teria transferido US$ 2 milhões (cerca de R$ 11 milhões) para contas pessoais.

A Martin Defense Group LLC fornece pesquisa e desenvolvimento para o Departamento de Defesa dos EUA, para a NASA e também outras agências do governo, conforme publicado pelo site Globe News Wire.

© AFP 2022 / Timothy A. ClaryCartaz com informações sobre a COVID-19 ao lado de estátua em homenagem a Nelson Mandela, na sede da ONU, em Nova York, EUA, 22 de setembro de 2020
CEO de empresa de Defesa dos EUA é acusado de fraude milionária em auxílio contra a COVID-19 - Sputnik Brasil
Cartaz com informações sobre a COVID-19 ao lado de estátua em homenagem a Nelson Mandela, na sede da ONU, em Nova York, EUA, 22 de setembro de 2020

Os fundos são parte de pacotes de alívio para empresas emitidos pelo governo dos EUA para reduzir o impacto econômico da COVID-19. O CARES liberou pelo menos US$ 349 bilhões (cerca de R$ 1,9 trilhão) em auxílios para pequenos negócios no país.

Os EUA, conforme apontam os dados da Universidade Johns Hopkins, são o país mais impactado pela pandemia, com mais de 7,2 milhões de casos de COVID-19 e mais de 206 mil mortes causadas pela doença.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала