Recado para Rússia e China? EUA enviarão 150 caças F-35 e F-22 para o Ártico, diz senador

Nos siga noTelegram
A Força Aérea dos Estados Unidos em breve implantará no Ártico o que será sua maior concentração de caças de combate.

Os caças supersônicos e furtivos de quinta geração devem ser enviados para uma base no estado norte-americano do Alasca. A informação foi revelada pelo senador republicano Dan Sullivan, que representa o estado no Senado dos EUA, em entrevista publicada pelo Instituto Polar do Centro Woodrow Wilson, nesta segunda-feira (14).

"Teremos mais de 150 caças supersônicos stealth de quinta geração localizados no Alasca", disse Sullivan.

O senador apontou que a força seria composta por caças F-35 e F-22 Raptors e que a implementação do primeiro porto em alto mar dos EUA dentro do Círculo Polar Ártico, no Alasca, seria uma mensagem para rivais de grandes potências, como Rússia e China. Sullivan afirmou ainda que os EUA estão seriamente comprometidos em projetar poder militar e proteger seus interesses na região do Ártico.

© AP Photo / Justin ConnaherSoldados dos EUA fazem treinamento com sapatos especiais para uso na neve, em treinamento chamado "Luz do Ártico", em 2012 (foto de arquivo)
Recado para Rússia e China? EUA enviarão 150 caças F-35 e F-22 para o Ártico, diz senador - Sputnik Brasil
Soldados dos EUA fazem treinamento com sapatos especiais para uso na neve, em treinamento chamado "Luz do Ártico", em 2012 (foto de arquivo)

Em julho de 2020, o Departamento da Força Aérea dos EUA divulgou o documento "Estratégia do Ártico", que reconhece importância geoestratégica da região para projetar o "poder global" norte-americano. O documento cita tanto a Rússia quanto a China como "grandes potências" com influência no Ártico, dando especial atenção às atividades militares russas na região.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала