Berlim: protesto contra medidas sanitárias termina com 131 detidos e 33 policiais feridos

© REUTERS / Christian MangEm Berlim, na Alemanha, manifestantes participam de protesto em frente ao Reichstag contra medidas sanitárias de combate à COVID-19, em 29 de agosto de 2020.
Em Berlim, na Alemanha, manifestantes participam de protesto em frente ao Reichstag contra medidas sanitárias de combate à COVID-19, em 29 de agosto de 2020. - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A polícia alemã disse que 33 policiais ficaram feridos durante grandes manifestações em Berlim, no sábado (29), contra as restrições sociais impostas para conter a pandemia do novo coronavírus.

Cerca de três mil policiais foram enviados para dispersar as manifestações não autorizadas por toda a capital alemã, realizadas em protesto - e em violação - às políticas restritivas adotadas para conter a propagação do novo coronavírus. As informações foram publicadas pela polícia de Berlim em nota oficial.

"No total, 316 pessoas foram presas e 131 acusações criminais foram feitas, incluindo por agressão a policiais [...]. Trinta e três policiais ficaram feridos", diz o comunicado.

Estima-se que 38 mil pessoas participaram da manifestação, que tinha entre as pautas o posicionamento contra o uso obrigatório de máscaras em locais públicos, com cartazes dizendo "máscaras são focinheiras" e "histeria corona encobre a guerra de classes".

© REUTERS / Christian MangEm Berlim, na Alemanha, manifestantes participam de protesto em frente ao Reichstag contra medidas sanitárias de combate à COVID-19, em 29 de agosto de 2020.
Berlim: protesto contra medidas sanitárias termina com 131 detidos e 33 policiais feridos - Sputnik Brasil
Em Berlim, na Alemanha, manifestantes participam de protesto em frente ao Reichstag contra medidas sanitárias de combate à COVID-19, em 29 de agosto de 2020.

Ativistas de extrema-direita entraram em confronto com a polícia fora da embaixada russa e outros 200 tentaram invadir o Reichstag, a sede do parlamento federal alemão.

Os protestos contra as medidas de restrição para conter o novo coronavírus continuaram no centro de Berlim neste domingo (30). Um correspondente da Sputnik disse que cerca de dois mil manifestantes lotaram a praça Grosser Stern, mas foram dispersados pela polícia. Várias pessoas foram detidas.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала