Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Tesouro milenar é encontrado na Espanha com suposto saqueador (FOTO)

© Foto / Pixabay / Tim C. Gundert Moedas de ouro (imagem referencial)
Moedas de ouro (imagem referencial) - Sputnik Brasil
Nos siga no
A força de segurança pública do país europeu revistou a casa do homem suspeito, que tinha muitos artefatos históricos. Autoridades espanholas investigam a razão para o homem estar em posse desses objetos.

A polícia da Espanha recuperou uma série de artefatos antigos, incluindo joalheria fenícia ou tartessiana que dataria de entre 1.200 a.C. e 500 a.C., após investigar imagens de redes sociais que um suspeito colocou on-line, informa o jornal El País.

Policiais especializados do país revistaram a casa do homem de 34 anos em Villamartín, sudoeste da Espanha, trazendo à tona um dirham (antiga moeda) de ouro, um grande número de outras moedas de diferentes épocas, cinco peças de ouro que podem ter constituído um colar ou pulseira, um busto de pedra de uma mulher, um machado de bronze, pesos romanos, um leão de bronze e três detectores de metal.

© Foto / Corpo Nacional de Polícia de EspanhaJóias antigas encontradas pela polícia espanhola
Tesouro milenar é encontrado na Espanha com suposto saqueador (FOTO) - Sputnik Brasil
Jóias antigas encontradas pela polícia espanhola

Além disso, o suspeito levou a polícia a uma fazenda perto de Jerez de la Frontera, outra localidade da província de Cádiz, onde disse ter encontrado as peças.

"Parece que há um pouco de tudo, o que é bastante normal quando se lida com pessoas que usam detectores de metais para encontrar tesouros", explicou um arqueólogo que examinou os objetos. Acredita-se que os achados possam ser ofertas funerárias, principalmente de origem romana, mas também tartessianas, islâmicas e visigóticas.

"Assim que os policiais identificaram o suspeito, eles perceberam que suas atividades de saque não eram circunstanciais nem aleatórias, mas que tinham ocorrido durante um longo período de tempo", garantiu a força de segurança pública.

Segundo a mídia, a polícia agora está investigando se o homem estava apenas coletando as peças ou se ele pretendia vendê-las. Se for julgado culpado, o suspeito pode enfrentar uma multa ou uma pena de prisão entre seis meses e três anos.

"Também ficou aparente que o suspeito tinha sido multado por atividades similares no passado", revelou a polícia.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала