Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para
 - Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

'Eu escolhi sair', diz Teich em pronunciamento após pedir demissão

© Folhapress / Pedro Ladeira O presidente Jair Bolsonaro anuncia o novo ministro da Saúde, Nelson Teich, durante entrevista no Palácio do Planalto, em Brasília, na tarde desta quinta-feira (16). Teich assume a vaga de Luiz Henrique Mandetta, que deixou a pasta após ser demitido por Bolsonaro.
 O presidente Jair Bolsonaro anuncia o novo ministro da Saúde, Nelson Teich, durante entrevista no Palácio do Planalto, em Brasília, na tarde desta quinta-feira (16). Teich assume a vaga de Luiz Henrique Mandetta, que deixou a pasta após ser demitido por Bolsonaro. - Sputnik Brasil
Nos siga no
Na tarde desta sexta-feira (15), o ex-ministro da Saúde, Nelson Teich, fez um breve pronunciamento em Brasília após ser anunciada sua saída do Ministério da Saúde.

Teich pediu demissão do cargo na manhã desta sexta-feira (15). Durante a coletiva, o ex-ministro elencou feitos de seu trabalho durante o período de quase um mês no qual esteve à frente do Ministério da Saúde e afirmou:

"A vida é feita de escolhas e hoje escolhi sair", disse.

Sem explicar as razões que o fizeram deixar o cargo, o ex-ministro agradeceu o convite do presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, para liderar o Ministério e reforçou que teve a carreira marcada pelo trabalho junto ao serviço público. Teich afirmou ainda que deixa um programa de testagem de casos de COVID-19 pronto para ser implementado pela próxima gestão do Ministério.

"Eu não aceitei o convite pelo cargo, eu aceitei porque achei que poderia ajudar o Brasil e as pessoas", afirmou.

O agora ex-ministro passou por constrangimentos e divergências recentes com o presidente brasileiro, envolvendo um decreto presidencial autorizando mais atividades essenciais - sobre o qual o ministro descobriu através da imprensa durante uma coletiva - e em relação ao uso da cloroquina como medicamento no tratamento da COVID-19.

​Bolsonaro defende o uso do medicamento, enquanto Teich já sustentou que a cloroquina não tem eficácia comprovada.

© AP Photo / Andre BorgesNelson Teich (à esq.), cumprimenta o ex-ministro da pasta, Luiz Henrique Mandetta
'Eu escolhi sair', diz Teich em pronunciamento após pedir demissão - Sputnik Brasil
Nelson Teich (à esq.), cumprimenta o ex-ministro da pasta, Luiz Henrique Mandetta

Teich assumiu o Ministério da Saúde no dia 16 de abril, logo após a demissão do ex-ministro Luiz Henrique Mandetta, que teve conflitos públicos com Bolsonaro acerca de medidas recomendadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS) criticadas pelo presidente, como o isolamento social.

Ainda não há substituto para Teich na liderança do Ministério da Saúde. Por ora, o general Eduardo Pazuello assume o cargo de forma interina. O general atuava desde 22 de abril no Ministério como secretário-executivo da Saúde, após indicação de Bolsonaro.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала