Sistemas de guerra eletrônica da Rússia 'não possuem análogos no mundo', avalia analista

© Sputnik / Pavel Lisitsyn / Abrir o banco de imagensManobras táticas das unidades de luta radioeletrônica no polígono Sverdlovsky, Rússia
Manobras táticas das unidades de luta radioeletrônica no polígono Sverdlovsky, Rússia - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A Rússia se converteu em líder tanto qualitativamente como quantitativamente, no âmbito de sistemas de luta radioeletrônica, que podem ser usados até mesmo no espaço, declarou à Sputnik o especialista militar Aleksei Leonkov.

Todo dia 15 de abril, desde 2007, as Forças Armadas da Rússia celebram o dia do especialista em guerra eletrônica.

"Até pouco tempo, os exércitos ocidentais acreditavam que desenvolver o corpo de luta radioeletrônica não fazia sentido, e, portanto, estão irremediavelmente atrasados, enquanto os sistemas de guerra eletrônica russos avançaram muito e, de fato, não possuem análogos no mundo", afirmou Leonkov.

O Exército russo incorporou sistemas de ação local que protegem aviões, embarcações e pessoas, em uma área limitada, assim com outros sistemas, incluindo os que afetam objetos espaciais, agregou.

Segundo o especialista, nos próximos anos, a importância dos sistemas de guerra eletrônica somente aumentará devido ao papel cada vez mais importante da tecnologia da informação no controle de tropas e armas.

"Por este motivo, a DARPA [Agência de Defesa para Projetos de Pesquisa Avançados do Pentágono] estima que o principal perigo para os agrupamentos espaciais são os sistemas de guerra eletrônica russos, e a ameaça só aumenta", conclui Leonkov.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала